Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


27 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Terceira edição do projeto Agente Mirim começa neste mês - Jornal Brasil em Folhas
Terceira edição do projeto Agente Mirim começa neste mês


O projeto Agente Mirim, desenvolvido por agentes penitenciários que trabalham na unidade prisional de Campo Novo do Parecis, inicia sua terceira edição no próximo sábado (14.04). Além de adolescentes de 12 a 17 anos, a edição deste ano também atenderá crianças de 08 a 11 anos, idosos e índios, totalizando 300 inscritos.

A proposta é levar noções de disciplina, respeito e atitudes cívicas por meio de palestras, ações sociais, oficinas, esportes e atividades musicais contribuindo para retirar de situações de risco e vulnerabilidade principalmente crianças e adolescentes da cidade.

O agente penitenciário e coordenador do projeto, Fábio Aguiar, lembra que idealizou o trabalho após participar de uma missão brasileira em 2007 no Haiti. “Depois disso, entrei para o sistema penitenciário e vi que muitos jovens e adolescentes estavam envolvidos com a criminalidade e muitas vezes, após passar pelo processo de ressocialização, eles continuavam no círculo vicioso. Então, tive a ideia de desenvolver um projeto de prevenção, que é o Agente Mirim, onde trabalhamos a disciplina e construção de caráter para evitar a inclusão desse agente no crime”.

Neste ano entraram 60 novos alunos e mais 140 que vem da primeira e segunda edição. São prioritários no projeto os filhos de recuperandos, as indicações do Conselho Tutelar da cidade e quem já tem irmão inscrito, mas isso não impede que os interessados também participem. Integram o grupo ainda crianças da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). A novidade desta edição será a presença de idosos e de crianças de aldeias indígenas do município.

O curso tem a duração de 10 meses. Ao final, os alunos participam de dois acampamentos: O Braço Forte, onde em três dias os participantes colocam em prática o que aprenderam durante as aulas. No local eles fazem trilha, tirolesa, camuflagem e primeiros socorros. Já o Acampagem, que também tem a duração de três dias, é onde ocorre a formatura e os pais participam.

Voluntários

Além de agentes voluntários, apoiam o projeto o empresariado local e profissionais, como médico e assistente social, que têm afinidade com a ação e dedicam gratuitamente seu tempo na atividade. Eles colaboram desenvolvendo exercícios, ofertando material e auxiliando os agentes a darem instruções aos alunos. “Contamos com o apoio de técnicos administrativos, neuropsicopedagogo, professores, entre outros profissionais que entenderam a importância do projeto e nos ajudam na missão”, informa Aguiar.

Comprometimento dos pais ou responsáveis

O projeto exige assiduidade dos alunos nas atividades, mas também requer comprometimento dos pais ou responsáveis pelas crianças e adolescentes, que assinam um termo de compromisso de responsabilidade ao inscreverem seus filhos. No termo, é esclarecido que os responsáveis pelos pequenos precisam participar de uma reunião por mês com a equipe do projeto, caso não cumpra, os filhos correm o risco de não continuarem o curso.

 

Últimas Notícias

Temer deixa prédio da Polícia Federal no Rio
Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212