Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Mato Grosso realiza evento em comemoração ao reconhecimento do Brasil como país livre de febre aftosa com vacinação - Jornal Brasil em Folhas
Mato Grosso realiza evento em comemoração ao reconhecimento do Brasil como país livre de febre aftosa com vacinação


A última ocorrência de febre aftosa em Mato Grosso foi registrada em 1996. E desde o ano 2000, o estado é reconhecido internacionalmente pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livre de febre aftosa com vacinação. Para alcançar esse status, foi necessário unir forças de toda a cadeia produtiva e muito trabalho.

Em maio deste ano, o Brasil será reconhecido pela OIE, como país livre de febre aftosa com vacinação, em razão da certificação que será entregue aos estados do Amapá, Amazonas, Roraima e parte do Pará, áreas que ainda não possuem o reconhecimento internacional. E em comemoração a essa conquista tão importante que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) convocou todos os estados a celebrar este marco para a pecuária brasileira.

Em Mato Grosso, o dia escolhido foi esta quinta-feira (05.04). O encontro foi realizado na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), em Cuiabá. Um dia marcado por reencontros, recordações e muita emoção, por aqueles que viveram e percorreram pelo estado em prol da sanidade do rebanho mato-grossense.

A presidente interina do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso, Daniella Soares, destacou a participação de todos os entes envolvidos nessa missão. “A conquista desse status e a manutenção diária dele, tem a contribuição de cada servidor público do Indea e do Ministério da Agricultura, não somente dos médicos veterinários, mas de todas as categorias do quadro de servidores, e de todo o setor produtivo”.

Daniella ressaltou ainda, o Plano Estratégico para o Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), previsto para ser executado nos próximos dez anos em todo o país. “Comemoramos hoje, o status de livre de febre aftosa e caminhamos para a retirada da vacinação. A nossa evolução está desenhada no Plano Estratégico, delineando os desafios da última etapa de erradicação da doença, consolidando de vez a condição sanitária conquistada pelo país, contribuindo com a proteção do rebanho pecuário nacional, com o máximo de benefício aos atores envolvidos e a toda sociedade brasileira”.

Para o superintendente Federal de Agricultura em Mato Grosso (SFA-MT), José de Assis Guaresqui, o evento é um marco para o país. “O evento de hoje é um marco para o país e, por conseguinte Mato Grosso, que tem o maior rebanho do país. A certificação internacional representa a garantia de qualidade do nosso produto frente ao mercado internacional. Com certeza essa junção de esforços entre iniciativa privada, governos federal e estadual, enfim todas as forças que trabalham a cadeia produtiva da carne se sentem honrados em ter um produto oferecido com qualidade para o país e para o mundo”.

O evento é uma realização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Governo de Mato Grosso por meio do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea-MT), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Sindicato das Indústrias de Frigoríficos do Estado de Mato Grosso (Sindifrigo), com o apoio do Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa-MT).

Reconhecimento

Algumas personalidades que atuaram e contribuíram para que Mato Grosso alcançasse o status de livre de febre aftosa com vacinação, foram homenageadas, entre produtores rurais, servidores do Indea e do Mapa. Cada um recebeu uma placa simbolizando o reconhecimento pelo trabalho prestado, que contribuiu para o estado ser considerado gigante na pecuária brasileira, ocupando o primeiro lugar na produção de bovinos.

Para Fernando Antônio Moretto, servidor do Indea desde 1984, um dos homenageados, a sensação era de dever cumprido e de novos desafios. “É um misto de dever cumprido e de desafio que ainda temos pela frente, até chegarmos à erradicação completa da doença. A minha jornada começou em dezembro de 1984, em Cáceres, trabalhando na área de fronteira com a Bolívia”, disse Moretto, visivelmente emocionado ao relembrar sua trajetória no Indea. Moretto contribuiu em diversas áreas do Indea e aposenta-se em agosto deste ano.

O produtor rural José Antônio de Ávila, mais conhecido como Zeca D’ Ávila, também teve uma participação expressiva. Em 2000, Zeca D´Ávila esteve em Paris, na Assembleia da OIE, ocasião em que Mato Grosso recebeu o certificado de área livre da febre aftosa com vacinação. Com tanta história para contar, Zeca D’ Ávila disse ser um orgulho para o país receber esse reconhecimento internacional.

“Isso para nós é motivo de orgulho. Quando iniciamos, entendemos que era preciso cuidar da nossa propriedade como um todo. O produtor entendeu que saúde do rebanho era fundamental para a rentabilidade, assim ele teria mais benefícios, mais lucro. E isso é importante. Fizemos um trabalho importante na fronteira com a Bolívia. O produtor, de um modo geral, participou com a vacinação na Bolívia e isso para nós é um orgulho, uma honra para o setor produtivo”.

As homenagens foram concedidas aos servidores do Mapa, Donizeti Pereira de Mesquita, Ênio José de Arruda Martins (in memoriam), e Alzira Araújo Menezes Catunda; aos servidores do Indea, Dra. Rísia Lopes Negreiros, Ivo Pedroso Santana (in memoriam), e Paulo Antônio da Costa Bilego; e também para o produtor rural, Amarildo Merotti.

Apresentação

Após a solenidade de homenagens, foi apresentada a palestra “Brasil livre de febre aftosa”, pela servidora do Indea Rísia Lopes Negreiros, doutora em Epidemiologia Experimental Aplicada às Zoonoses pela Universidade de SP.

 

Últimas Notícias

Saúde libera recursos para atender moradores da região de Brumadinho
Justiça determina prisão preventiva de acusado de espancar paisagista
Irmão de mulher espancada diz que ainda está chocado com a violência
Flamengo pede mais prazo para decidir sobre indenização de vítimas
Profissionais que atuaram em Brumadinho serão monitorados
Auditores descobrem 158 Kg de cocaína na fronteira com a Bolívia
Governo determina medidas de precaução para barragens em todo o país
Bolsonaro irá ao Congresso entregar texto da reforma da Previdência

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212