Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Descoberto na China novo coronavírus que provém de morcegos - Jornal Brasil em Folhas
Descoberto na China novo coronavírus que provém de morcegos


Um novo coronavírus, que provém dos morcegos e causou a morte de quase 25 mil porcos na China entre 2016 e 2017, apareceu na região onde ocorreu o surto de pneumonia atípica SARS em 2003, indicaram pesquisadores.

A descoberta de novas infecções nos animais representa um alto risco de infecção nos humanos que estão em contato próximo com eles, explicou Zhengli Shi, pesquisadora do Instituto de Virologia de Wuhan, coautora do estudo publicado nesta quarta-feira (4) na revista Nature.

Isso permite tomar medidas de prevenção em uma etapa precoce, ressaltou a pesquisadora.

Os pesquisadores realizaram exames em 35 trabalhadores agrícolas que estiveram em contato com esses porcos doentes. Nenhum deu positivo ao novo vírus, o coronavírus da Síndrome de Diarreia Aguda Suína (SADS-CoV), constatado em quatro criadouros suínos da província chinesa de Guangdong, ao sul do país.

Atualmente, seis coronavírus são conhecidos por provocar doenças nos humanos.

Entretanto, até agora somente dois deles provocaram epidemias de doenças fatais nos seres humanos, o da Síndrome Respiratória Aguda Severa (SARS) e da Síndrome Respiratória Coronavírus do Oriente Médio (MERS CoV), detalhou o Instituto Nacional americano de Alergias e Doenças Infecciosas, que financiou esta pesquisa.

A epidemia da SARS, que começou na China no fim de 2002, apareceu em várias parte do mundo em 2003 e deixou cerca de 800 mortos. O reservatório desse vírus também era um morcego insetívoro.

A identificação de novos vírus nos animais e a rápida determinação de seu potencial de infectar as pessoas é um meio-chave para reduzir as ameaças para a saúde mundial, indicaram os pesquisadores.

O vírus encontrado no intestino delgado dos porcos doentes tem uma sequência genética similar à de um coronavírus de morcego descoberto em 2007. O estudo permitiu encontrá-lo em 71 dos 596 exemplares (11,9%) de morcegos coletados entre 2013 e 2016 na província de Guangdong.

Esse trabalho contou com a colaboração de cientistas da EcoHealth Alliance, da Escola de Medicina Duke-NUS em Singapura, do Instituto de Virologia de Wuhan e outras organizações chinesas.

 

Últimas Notícias

Saúde libera recursos para atender moradores da região de Brumadinho
Justiça determina prisão preventiva de acusado de espancar paisagista
Irmão de mulher espancada diz que ainda está chocado com a violência
Flamengo pede mais prazo para decidir sobre indenização de vítimas
Profissionais que atuaram em Brumadinho serão monitorados
Auditores descobrem 158 Kg de cocaína na fronteira com a Bolívia
Governo determina medidas de precaução para barragens em todo o país
Bolsonaro irá ao Congresso entregar texto da reforma da Previdência

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212