Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Nariz grande dos neandertais ajudava a sobreviver ao frio - Jornal Brasil em Folhas
Nariz grande dos neandertais ajudava a sobreviver ao frio


Se o homem de Neanderthal tinha um nariz protuberante com grandes orifícios, era para aquecer e umedecer o ar frio e seco que respirava em grande quantidade, de acordo com um estudo publicado nesta quarta-feira.

A morfologia única do homem de Neanderthal - nariz volumoso, face larga e plana e mandíbula protuberante - há muito acende o debate entre os cientistas.

Apoiando-se em modelos 3D de crânios de neandertais, de homo sapiens e de seu suposto ancestral comum, o homo heidelbergensis, uma equipe internacional determinou as diferentes evoluções do sistema respiratório humano.

Os pesquisadores demonstraram que as características dos dois primeiros permitiam aquecer e umidificar o ar de forma mais eficaz do que as do Homo heidelbergensis, sugerindo que estas duas espécies evoluiriam para melhor resistir a climas frios e/ou secos.

Além disso, as narinas dos neandertais permitiam inalar consideravelmente mais ar do que as do homo sapiens, uma particularidade que poderia ser explicada por suas necessidades energéticas mais elevadas em razão de seus corpos musculosos e sua atividade de caça.

Segundo o estudo publicado na revista britânica Proceedings, da Royal Society B, o homem de Neanderthal precisava de quase 4.480 calorias por dia para sobreviver ao inverno europeu.

Em comparação, hoje em dia um indivíduo precisa de cerca de 2.500 calorias.

E para queimar mais açúcar, gordura e proteína, eles precisavam de mais oxigênio. A evolução particular da morfologia facial dos neandertais vem, pelo menos em parte, de sua adaptação ao frio, aponta o estudo.

Os neandertais apareceram na Europa, na Ásia Central e no Oriente Médio há 200 mil anos. Eles desapareceram 30.000 anos atrás.

 

Últimas Notícias

Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212