Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Detido no Vaticano padre suspeito de consultar pornografia infantil - Jornal Brasil em Folhas
Detido no Vaticano padre suspeito de consultar pornografia infantil


O Vaticano anunciou neste sábado (7) a detenção, em seu território, do monsenhor Carlo Alberto Capella, que atuou como assessor da embaixada da Santa Sé em Washington, suspeito de ter consultado imagens de pornografia infantil.

O religioso, que até o ano passado trabalhou na nunciatura (embaixada) da capital americana, foi convocado em setembro passado pelo Vaticano, que anunciou uma investigação sobre o caso.

As autoridades judiciais vaticanas emitiram uma ordem de prisão, realizada pela própria Gendarmeria do pequeno Estado, informou o comunicado oficial, acrescentando que Capella foi levado para uma cela do quartel dessa corporação.

Por via diplomática, o Departamento de Estado americano alertou o Vaticano, em 21 de agosto, sobre uma possível violação das leis sobre imagens de pornografia infantil por parte de um membro de seu corpo diplomático em Washington.

A Santa Sé convocou o religioso para consultas, mas sem atender à demanda americana de suspensão da imunidade diplomática, indicou uma fonte do Departamento de Estado.

Os Estados Unidos estimulam a Santa Sé a agir de forma que sua política de proteção dos menores seja aplicada totalmente, e que se faça justiça sobre essas acusações, indicou essa fonte.

As informações fornecidas pelos Estados Unidos foram transmitidas ao procurador do tribunal do Vaticano, que abriu uma investigação e precisou de colaboração internacional para obter elementos sobre o caso.

- Ordem de detenção no Canadá -

No ano passado, o Canadá emitiu um mandado de prisão contra Capella por consulta, posse e distribuição de pornografia infantil.

No final de dezembro de 2016, ele teria baixado material pornográfico infantil do interior de uma igreja, na cidade de Windsor (Ontário).

Em 2013, o papa Francisco aprovou uma nova legislação sobre abusos sexuais sobre menores e pornografia que implica condenações de até 12 anos de prisão.

Se as autoridades vaticanas decidirem processar o monsenhor Capella, será o primeiro julgamento desse processo, após a morte do monsenhor Josef Wesolowski.

Esse núncio polonês acusado de pedofilia estava instalado na República Dominicana, quando foi convocado de forma urgente pelo Vaticano, após informações na imprensa, acusando-o de ter mantido relações sexuais remuneradas com menores.

O Vaticano se recusou a extraditá-lo para a Polônia.

Foi julgado e sentenciado em 2014 pela Congregação para a Doutrina da Fé, que o destituiu de seus hábitos, a pena máxima para um prelado.

O papa Francisco também havia ordenado um julgamento criminal por abuso sexual de menores, uma decisão histórica no Vaticano. O religioso foi detido e mandado para casa. Faleceu aos 67 anos, em agosto de 2015, pouco antes o início do julgamento.

 

Últimas Notícias

Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212