Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Facebook anuncia medidas para controlar melhor propaganda política - Jornal Brasil em Folhas
Facebook anuncia medidas para controlar melhor propaganda política


O Facebook anunciou nesta sexta-feira (6) que vai querer saber quem financia qualquer propaganda política veiculada em sua plataforma e verificará a identidade do pagador, em uma tentativa de frear as influências estrangeiras nas eleições.

A rede social, na mira por não se esforçar o bastante para evitar a manipulação em sua plataforma nas eleições de 2016 nos Estados Unidos, garantiu que a nova política exigirá a qualquer mensagem relacionada a candidatos ou públicos, incluir a marcação Propaganda política, com o nome da pessoa ou entidade que financiou.

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, disse que a mudança significará a contratação de milhares de pessoas e será executada neste ano, antes das eleições legislativas nos Estados Unidos em novembro.

Esses passos por si só não impedirão os que tentam burlar o sistema, admitiu Zuckerberg em sua página do Facebook, mas tornarão muito mais difícil para qualquer um fazer o que os russos fizeram nas eleições de 2016 e usem contas e páginas falsas para publicar anúncios.

Em um comunicado paralelo, o Facebook disse que as mudanças ajudariam a melhorar a transparência e a prestação de contas na rede.

Achamos que quando você visita uma página ou vê um anúncio no Facebook, deveria ficar claro de quem vem, afirmou o grupo no comunicado, que acrescentou: Também achamos que é importante para as pessoas poderem ver os outros anúncios que estão sendo publicados, inclusive se são ou não dirigidos a eles.

Para serem autorizados pelo Facebook, os anunciantes precisarão confirmar sua identidade e localização, afirma o texto, e eles não poderão publicar anúncios políticos até estarem autorizados.

O Facebook fez o anúncio enquanto Zuckerberg se prepara para comparecer no Congresso na próxima semana para responder às perguntas sobre o uso dos dados de 87 milhões de usuários por parte de uma consultoria britânica que trabalhava para a campanha presidencial de Donald Trump.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Tesouro diz que 14 estados superam limite de gastos com pessoal
 
 
Eletrobras tem prejuízo de R$ 1,6 bilhão no terceiro trimestre
 
 
Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212