Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Facebook anuncia medidas para controlar melhor propaganda política - Jornal Brasil em Folhas
Facebook anuncia medidas para controlar melhor propaganda política


O Facebook anunciou nesta sexta-feira (6) que vai querer saber quem financia qualquer propaganda política veiculada em sua plataforma e verificará a identidade do pagador, em uma tentativa de frear as influências estrangeiras nas eleições.

A rede social, na mira por não se esforçar o bastante para evitar a manipulação em sua plataforma nas eleições de 2016 nos Estados Unidos, garantiu que a nova política exigirá a qualquer mensagem relacionada a candidatos ou públicos, incluir a marcação Propaganda política, com o nome da pessoa ou entidade que financiou.

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, disse que a mudança significará a contratação de milhares de pessoas e será executada neste ano, antes das eleições legislativas nos Estados Unidos em novembro.

Esses passos por si só não impedirão os que tentam burlar o sistema, admitiu Zuckerberg em sua página do Facebook, mas tornarão muito mais difícil para qualquer um fazer o que os russos fizeram nas eleições de 2016 e usem contas e páginas falsas para publicar anúncios.

Em um comunicado paralelo, o Facebook disse que as mudanças ajudariam a melhorar a transparência e a prestação de contas na rede.

Achamos que quando você visita uma página ou vê um anúncio no Facebook, deveria ficar claro de quem vem, afirmou o grupo no comunicado, que acrescentou: Também achamos que é importante para as pessoas poderem ver os outros anúncios que estão sendo publicados, inclusive se são ou não dirigidos a eles.

Para serem autorizados pelo Facebook, os anunciantes precisarão confirmar sua identidade e localização, afirma o texto, e eles não poderão publicar anúncios políticos até estarem autorizados.

O Facebook fez o anúncio enquanto Zuckerberg se prepara para comparecer no Congresso na próxima semana para responder às perguntas sobre o uso dos dados de 87 milhões de usuários por parte de uma consultoria britânica que trabalhava para a campanha presidencial de Donald Trump.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212