Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Apr de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Superintendência do Cade sugere condenar empresas por cartel no setor elétrico - Jornal Brasil em Folhas
Superintendência do Cade sugere condenar empresas por cartel no setor elétrico


Nesta segunda-feira (9) a Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) recomendou a condenação de sete empresas e 21 pessoas físicas por formação de cartel no mercado de produtos destinados à transmissão e distribuição de energia elétrica. De acordo com o despacho, o cartel causou prejuízos a indústrias e impactou o preço final da eletricidade pago pelos consumidores brasileiros.

O parecer da superintendência conclui que, a partir de meados de 1990 e por mais de uma década, grandes empresas do setor se coordenaram para dividir o mercado e fixar preços de venda de produtos. O cartel afetou insumos que são partes integrantes de subestações isoladas a ar, instalações responsáveis pelo fluxo eficiente de eletricidade dentro das redes de transmissão e distribuição, que incluem produtos como transformadores, disjuntores, capacitores e equipamentos de proteção e controle de energia.

Além disso, os envolvidos no cartel criaram regras sofisticadas para alocar projetos relacionados a concorrências públicas e privadas para aquisição de produtos elétricos comercializados por eles.

O processo administrativo segue agora para julgamento pelo Tribunal do Cade, que vai dar a decisão final. Se forem condenadas, as empresas terão que pagar multas que podem alcançar até 20% de seu faturamento no ano anterior ao de instauração do processo.

De acordo com o parecer, as principais fabricantes de produtos do sistema elétrico de potência participaram do cartel. Parte das empresas e indivíduos investigados já firmaram Termo de Compromisso de Cessação (TCC) com o Cade e tiveram o processo administrativo suspenso. Em 2016, as empresas Alstom Brasil Energia e Transporte e Grid Solutions Transmissão de Energia assinaram acordo com o órgão. Em 2017, Siemens e VA Tech Transmissão e Distribuição também assinaram um TCC com a Cade. No total, mais de R$ 175 milhões foram recuperados a título de contribuição pecuniária.

Edição: Amanda Cieglinski

 

Últimas Notícias

Ampliar saque do PIS/Pasep está dentro de projeção, diz Dyogo Oliveira
Conab é autorizada a vender milho e a comprar arroz
FMI deve elevar projeção de PIB ainda este ano, diz BC
Índice de expansão do comércio cresce 1,6% em São Paulo este mês
Países nórdicos promovem debate sobre igualdade de gênero no Brasil
Juiz intima primo de Macri e ex-ministros de Cristina Kirchner
MPRJ quer impedir nomeação de indicados por Pezão para Agetransp
Seca de 1932 levou à criação de campos de concentração no Ceará

MAIS NOTICIAS

 

Felipe Fraga e Marcos Gomes colocam Cimed Racing no top-10
 
 
Time Correios Brasil é convocado para Sul-Americano 14 anos
 
 
Protestos contra reforma da previdência deixam pelo menos dois mortos na Nicarágua
 
 
Confronto entre palestinos e soldados israelenses deixa dois mortos
 
 
Raúl Castro sai, mas o castrismo permanece com Díaz-Canel em Cuba
 
 
MP abrirá inquérito contra Alckmin por suspeita de caixa dois

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212