Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Aug de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Começa a valer reajuste de energia para consumidor de MT, MS e da CPFL Paulista - Jornal Brasil em Folhas
Começa a valer reajuste de energia para consumidor de MT, MS e da CPFL Paulista


Começa a valer hoje (8) o reajuste nas contas de energia elétrica para consumidores dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. O aumento, aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na última terça-feira (3), vai atingir 2,3 milhões de unidades consumidoras em 314 municípios nos dois estados.

Para os consumidores atendidos pela Energisa Mato Grosso do Sul (EMS), o reajuste médio nas tarifas será de 9,87%. Para os consumidores residenciais das zonas urbana e rural, atendidos pela baixa tensão, o aumento alcançará 10,65%. Já as grandes empresas, que usam a rede de alta-tensão, terão aumento de 7,91%.

O reajuste faz parte da revisão tarifaria da concessionária, que ocorre periodicamente a cada cinco anos, segundo o contrato firmado na década de 1997. A EMS atende a maioria das cidades de Mato Grosso do Sul, atingindo 1 milhão de unidades consumidoras em 73 municípios do estado.

Já em Mato Grosso, o reajuste ocorrerá para os consumidores atendidos pela Energisa Mato Grosso (EMT). A empresa atende a 1,3 milhão de unidades consumidoras em 141 municípios de Mato Grosso. Para esses consumidores, a Aneel autorizou o aumento médio de 11,53% nas contas de luz.

As unidades do estado atendidas pela alta-tensão terão reajuste com efeito médio de 5,94%. Já para as unidades residenciais, o percentual é mais que o dobro. Para esses consumidores, o reajuste médio alcançará 13,98%.

CPFL Paulista

A conta da luz de 4,3 milhões de consumidores, atendidos pela Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL Paulista) também fica mais cara a partir deste domingo. O aumento médio chega a 16,9%. A empresa atende 4,3 milhões de unidades consumidoras em 234 municípios do estado de São Paulo.

A maioria dos consumidores terá reajuste de 20,17%. Esse foi o percentual de aumento definido para a conta de luz dos consumidores de baixa tensão. Além das unidades residenciais, a baixa tensão inclui as unidades consumidoras de baixa renda, imóveis rurais, comerciais, de serviços e outras atividades. Também inclui a tarifa de iluminação pública. Para consumidores conectados em alta tensão, como indústrias, o aumento será de 11,11%.

O reajuste diz respeito ao quarto ciclo de revisão tarifária, processo feito pela Aneel para manter o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos das distribuidoras. A revisão é feita periodicamente em intervalos de quatro anos.

Edição: Talita Cavalcante

 

Últimas Notícias

PF deflagra ação contra tráfico de pessoas e trabalho escravo em SP
MME quer facilitar a importação de energia da Argentina e do Uruguai
Aumento de benefícios a produtor rural pode ser vetado, diz secretário
Justiça afasta presidente da Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro
Amoêdo defende 65 anos para aposentadoria e novas regras para o mínimo
Gabaritos do Encceja já estão disponíveis no site do Inep
Começou hoje a 46ª edição do Festival de Cinema de Gramado
Ministro do STJ nega liminar para suspender condenação de Garotinho

MAIS NOTICIAS

 

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep
 
 
Após explosão em Ipatinga, sindicato quer mais segurança
 
 
Jungmann: PF está à disposição para investigar caso Marielle
 
 
Decreto sobre relicitação de concessões deve sair nos próximos dias
 
 
Luiz Fux preside última sessão como ministro do TSE
 
 
Com registro de Amoêdo, já são seis candidatos oficializados no TSE

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212