Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


26 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Norsk Hydro assegura que sua refinaria não contaminou o rio Pará - Jornal Brasil em Folhas
Norsk Hydro assegura que sua refinaria não contaminou o rio Pará


O grupo de alumínio norueguês Norsk Hydro assegurou nesta segunda-feia que duas investigações, uma independente e outra interna, não encontraram indícios que confirmem que sua refinaria no Brasil tenha contaminado as águas do rio Pará.

As autoridades brasileiras acusam a refinaria Alunorte de ter poluído as águas desse rio situado em Barcarena, município do estado do Pará, com resíduos de bauxita que vazaram do depósito da fábrica depois das fortes chuvas de 16 e 17 de fevereiro.

O grupo norueguês recebeu duas multas de 10 milhões de reais cada uma.

As autoridades também ordenaram a suspensão do uso do depósito e a redução de 50% sua produção na planta.

A Alunorte é a maior fábrica de alumina - um componente essencial do alumínio - do mundo, por isso as medidas impostas pelas autoridades brasileiras preocupam o grupo e tiveram repercussões em suas ações na bolsa.

Apesar de a Norsk Hydro reconhecer em março que verteu água não tratada no rio Pará, assegurou nesta segunda que as duas investigações, uma interna e a outra feita pela consultoria independente SGW Services, não encontraram resíduos de bauxita nos vazamentos.

Os dois informes confirmaram nossas declarações anteriores de que não houve transbordamento das áreas de depósito de resíduos de bauxita, nem qualquer indicação ou prova da contaminação das comunidades locais próximas à Alunorte depois das fortes chuvas de fevereiro, afirmou em um comunicado o CEO Svein Richard Brandtzaeg.

Segundo o instituto científico brasileiro Evandro Chagas, subordinado ao ministério da Saúde, o logo vermelho registrado depois das chuvas pode implicar riscos para pescadores e outras comunidades amazônicas próximas à refinaria, pois usam desta água que possui níveis elevados de alumínio e metais tóxicos.

A Norsk Hydro quer voltar logo à plena produção (6,3 milhões de toneladas por ) em sua fábrica da Alunorte, da qual possui 92,1%.

 

Últimas Notícias

Empresários brasileiros apostam em alimentos e bebidas saudáveis
Temporal no RS deixa mais de 360 mil residências sem luz
Livro aborda mentiras contadas por presidentes do Brasil em 100 anos
Setor da cachaça lança manifesto contra carga tributária
Polícia busca PM sequestrado por criminosos na zona oeste do Rio
Bolsonaro passa bem e tem dreno retirado do abdome
PM encontra carro de policial sequestrado no Rio
Festival de Brasília termina hoje com entrega de premiações

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212