Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Biografia afirma que Meghan Markle sempre quis ser uma Diana 2.0 - Jornal Brasil em Folhas
Biografia afirma que Meghan Markle sempre quis ser uma Diana 2.0


Meghan Markle sempre quis ser uma nova princesa Diana, segundo uma biografia da noiva do príncipe Harry da Inglaterra, que descreve sua longa contribuição a causas sociais, mas também seu caráter calculista.

A atriz americana, que se casará com o príncipe em 19 de maio, é muito cuidadosa com sua imagem e não hesita em deixar de lado os amigos à medida que avança na vida, segundo as pessoas entrevistadas para o livro.

Meghan, A Hollywood Princess (Meghan: uma princesa de Hollywood), que sairá à venda na quinta-feira no Reino Unido, detalha como a atriz, de 36 anos, uma das protagonistas da série sobre advogados Suits, deixou seu primeiro marido, que havia lhe ajudado no início da carreira.

A biografia é de Andrew Morton, o escritor especialista na monarquia britânica e autor do best-seller Diana: sua verdadeira história, que contou com a ajuda em segredo da falecida princesa de Gales.

- Comparações com Diana -

Morton conta que Meghan se sentia fascinada por Diana, a mãe de Harry, na época de sua morte em 1997, como chorou vendo o funeral e acompanhou com interesse os detalhes do colapso de seu casamento com o príncipe Charles.

Os amigos da família dizem que Diana a intrigava, não só por seu estilo, mas também por seu compromisso independente com as causas humanitárias, vendo-a como um modelo.

Sua amiga de infância Ninaki Priddy explica no livro: Sempre se sentiu fascinada pela família real. Quer ser a princesa Diana 2.0.

Morton diz que as comparações com Diana são inevitáveis, dado seu glamour e trabalho beneficente.

Ao mesmo tempo, aponta as diferenças entre a tímida Diana, que se casou com Charles aos 20 anos, e a profissional de Hollywood de 36 anos.

De algum modo, a mulher arrumada e pronta para a câmera que é Markle, é a mulher que Diana sempre aspirou a ser, concluiu o autor.

- Amiga de quem podia ajudá-la -

O livro explica que quando finalmente alcançou sucesso como atriz, Markle se afastou de seus amigos, inclusive de seu marido e produtor Trevor Engelson, que a havia ajudado no início de sua carreira.

Seus amigos em Los Angeles constataram a mudança, escreve Morton. Já não tinha tempo para amigos que conhecia há anos.

Parecia estar recalibrando cuidadosamente sua vida, forjando novas amizades com aqueles que poderiam polir e impulsar sua carreira.

A relação de Markle com Engelson começou em 2004, e eles se casaram na Jamaica em 2011.

Pouco depois da união, Markle conseguiu o papel protagonista de Rachel Zane na série Suits.

Como a série era filmada em Toronto, a relação passou a ser a distância, e o casamento chegou ao fim em 2013.

Trevor começou a se sentir, pouco a pouco, como uma coisa grudada na sola do sapato de sua mulher, explica um amigo no livro.

Outro amigo contou que a decisão de pôr fim ao casamento foi de Markle, e outro que ela devolveu a aliança a seu marido por correio.

- Uma grande estudante -

Os pais de Markle se separaram quando ela tinha dois anos e se divorciaram cinco anos depois.

Ela frequentou uma escola privada, e é lembrada pelo seu senso estrito de bem e mal.

Aos 11 anos, iniciou uma campanha que obrigou a empresa Procter & Gamble a mudar a propaganda de uma máquina de lavar louças em que apelava às mulheres, para passar a apelar às pessoas em geral.

Markle se formou em teatro e relações internacionais na Universidade de Northwestern, perto de Chicago.

Depois passou seis semanas estagiando na embaixada americana na Argentina.

Se tivesse seguido no Departamento de Estado, teria sido uma excelente aquisição para o corpo diplomático americano. Tinha todo o necessário para ser uma boa diplomata, explicou Mark Krischik, seu superior em Buenos Aires.

- Antepassados escravos e nobres -

O livro analisa a árvore genealógica de Markle, na qual encontra antepassados tanto escravos como membros da realeza britânica.

Por parte de mãe, descende de escravos das plantações de algodão da Geórgia, no sul dos Estados Unidos.

Por parte de pai, é descendente do rei Roberto I da Escócia, que reinou entre 1306 e 1329.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212