Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Aug de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Ex-senadora Piedad Córdoba deixa corrida presidencial na Colômbia - Jornal Brasil em Folhas
Ex-senadora Piedad Córdoba deixa corrida presidencial na Colômbia


A ex-senadora de esquerda Piedad Córdoba, relegada nas pesquisas de intenção de voto, renunciou nesta segunda-feira à sua candidatura para as eleições presidenciais de 27 de maio na Colômbia.

Após a decisão da ex-senadora, resta somente uma mulher na corrida para a presidência, a legisladora Vivian Morales, que tampouco aparece nas pesquisas.

Córdoba desistiu da candidatura para dedicar-se, segundo ela, ao objetivo de consolidar a paz no país, após o acordo que levou ao desarmamento e transformação no partido das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Minha retirada da corrida eleitoral não pressupõe de modo algum a retirada da política, garantiu a ex-parlamentar em um ato público em Bogotá.

Com sua decisão, resta apenas uma mulher na corrida, a legisladora evangélica Viviane Morales, que tampouco aparece nas pesquisas.

Córdoba desistiu de sua campanha, queixando-se da exclusão e censura que enfrentou durante sua atividade política por não ter sido convidada aos debates televisivos com outros candidatos.

Os colombianos, que nunca tiveram uma mulher presidente, nem um governo de esquerda, estão divididos entre a candidatura conservadora de Iván Duque - o escolhido do ex-presidente Álvaro Uribe - e a do ex-guerrilheiro Gustavo Petro, segundo pesquisas de opinião.

Com 63 anos e ligada ao governo venezuelano, Córdoba apoiou ativamente o processo de paz com o agora partido da FARC (Força Alternativa Revolucionária do Comum) e em sua época foi inabilitada politicamente por seus supostos vínculos com a ex-guerrilha.

No entanto, a Justiça tornou sem efeito a decisão da Procuradoria - o organismo encarregado de sancionar os funcionários públicos na Colômbia -, após o que Córdoba se lançou à Presidência.

A Colômbia elegerá em 27 de maio o sucessor do presidente, Juan Manuel Santos, mas se nenhum candidato obtiver mais de 50% dos votos, haverá segundo turno em junho.

 

Últimas Notícias

PF deflagra ação contra tráfico de pessoas e trabalho escravo em SP
MME quer facilitar a importação de energia da Argentina e do Uruguai
Aumento de benefícios a produtor rural pode ser vetado, diz secretário
Justiça afasta presidente da Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro
Amoêdo defende 65 anos para aposentadoria e novas regras para o mínimo
Gabaritos do Encceja já estão disponíveis no site do Inep
Começou hoje a 46ª edição do Festival de Cinema de Gramado
Ministro do STJ nega liminar para suspender condenação de Garotinho

MAIS NOTICIAS

 

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep
 
 
Após explosão em Ipatinga, sindicato quer mais segurança
 
 
Jungmann: PF está à disposição para investigar caso Marielle
 
 
Decreto sobre relicitação de concessões deve sair nos próximos dias
 
 
Luiz Fux preside última sessão como ministro do TSE
 
 
Com registro de Amoêdo, já são seis candidatos oficializados no TSE

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212