Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Aug de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 A Eletrobras não capitalizada é a manifestação do atraso, diz Moreira Franco - Jornal Brasil em Folhas
A Eletrobras não capitalizada é a manifestação do atraso, diz Moreira Franco


O novo ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, afirmou nesta quarta-feira (11) acreditar que o Congresso Nacional haverá de entender a necessidade de privatização da Eletrobras. A declaração foi dada durante a cerimônia de transmissão de cargo, até então ocupado pelo deputado federal Fernando Coelho Filho (DEM-PE), e que contou com a participação de outros ministros, como Eduardo Guardia (Fazenda), Eliseu Padilha (Casa Civil), Raul Jungmann (Segurança Pública) e Esteves Colnago (Planejamento). O Congresso analisa o projeto de lei que trata da privatização.

Moreira Franco revelou que o presidente Michel Temer deverá publicar, já nesta quinta-feira (12), o decreto que inclui a Eletrobras no Plano Nacional de Desestatização, uma pré-condição para que a privatização da estatal.

A Eletrobras não capitalizada é a manifestação do atraso, de problemas que se apresentarão no futuro e da negligência com o dinheiro dos brasileiros, disse em discurso para uma plateia composta também pelo novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Dyogo Oliveira, e pelo próprio presidente do grupo Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior, que continuará no cargo, além de dezenas de funcionários do ministério e de associações e representantes de empresas dos setores de óleo e gás, mineral e elétrico.

Moreira Franco disse que recebeu a missão do presidente Michel Temer para dar continuidade à atual política econômica, focada em valores como previsibilidade e segurança jurídica e criticou o que chamou de deformação ideológica que teria marcado a gestão do setor nos anos anteriores ao atual governo. Ele prometeu avançar na aprovação dos marcos legais do setor elétrico e também da mineração, que tramitam no Congresso Nacional.

Equipe

Em pronunciamento, Moreira Franco anunciou os principais nomes de sua equipe. No lugar de Paulo Pedrosa, que era o secretário-executivo da pasta até a semana passada, assume Márcio Félix, que ocupava a Secretaria de Óleo e Gás. Para esta secretaria, foi indicado João Vicente de Carvalho Vieira, que ocupava uma das principais diretorias também da área de petróleo e gás do ministério. Na Secretaria de Geologia e Mineração da pasta, Moreira decidiu manter Vicente Lôbo. O mesmo vai ocorrer na Secretaria de Energia Elétrica, com a permanência de Fábio Lopes Alves. Seus secretários agora são meus secretários, afirmou Moreira ao agora ex-ministro Fernando Coelho Filho, que deixou o cargo para concorrer às eleições deste ano.

Edição: Carolina Pimentel

 

Últimas Notícias

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep
Estimativa do mercado financeiro para inflação sobe para 4,15%
Maduro diz que aceita colaboração do FBI, mas impõe condições
Disputa entre EUA e Turquia afeta as bolsas asiáticas
Secretário dos EUA discute com brasileiros defesa na América do Sul
Programa Um Olhar sobre o Mundo entrevista o fotógrafo Paulo Vitale
Após explosão em Ipatinga, sindicato quer mais segurança
Morre em São Paulo Cláudio Weber Abramo

MAIS NOTICIAS

 

Convenção do PSDB lança candidaturas de José Eliton, Marconi e Lúcia Vânia
 
 
ANP faz tomada pública sobre preço de etanol nas usinas
 
 
China e União Europeia se unem para apoiar comércio multilateral
 
 
Gabinete de intervenção vai comprar munição para polícia do Rio
 
 
PSDB confirma Alckmin como candidato a presidente da República
 
 
Álvaro Dias é oficializado candidato à Presidência pelo Podemos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212