Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Confira as regras de proteção de dados na UE - Jornal Brasil em Folhas
Confira as regras de proteção de dados na UE


As novas regras para a proteção de dados pessoais na União Europeia, publicadas oficialmente e que entrarão em vigor em 25 de maio, estão surgindo como modelo a seguir, pois impõem um consentimento explícito para seu uso e preveem sanções muito severas para os infratores.

- Informação clara e consentimento explícito -

Os usuários devem ser informados de maneira inteligível e ter facilidade para processar os dados fornecidos durante uma operação ou uso de uma rede social. Além disso, terão que autorizar de forma clara o uso de seus dados e ter a possibilidade de se opor. Será da responsabilidade da pessoa que usa os dados demonstrar que obteve o consentimento do usuário.

- Proteção dos menores -

A legislação europeia prevê disposições específicas para os menores de 16 anos. Para isso, a informação sobre o uso de dados deve ser redigida em termos claros e simples, que um jovem possa entender facilmente. A empresa que tiver a intenção de usar dados de menores deverá obter o consentimento do titular da autoridade parental.

- Duras sanções -

O desconhecimento ou violação dessas regras será punida severamente. A partir de 25 de maio, multas administrativas entre 10 e 20 milhões de euros poderão ser aplicadas e, no caso de empresas como o Facebook, poderão representar entre 2 e 4% de seu faturamento anual em todo o mundo.

- Transferências fora da UE -

Os dados pessoais transferidos para fora da União Europeia continuam sujeitos à legislação da UE, não apenas no que diz respeito à sua transferência, mas também para qualquer processamento e transferência posterior. O direito europeu será aplicado sempre que um residente europeu for afetado pelo processamento de dados, inclusive on-line.

- Ações coletivas -

As associações ativas no campo da proteção de dados e das liberdades dos indivíduos poderão apresentar recursos coletivos em matéria de proteção de dados pessoais.

Qualquer pessoa que sofra um dano material ou moral devido a uma violação das novas regras terá direito a obter uma indenização de quem utilizou os seus dados.

- Parlamento Europeu intransigente -

Os eurodeputados atribuem grande importância ao respeito da privacidade, e o novo regulamento para a proteção de dados pessoais deve muito ao equilíbrio estabelecido com a necessidade de reforçar a segurança contra o terrorismo e o crime organizado.

Os parlamentares regulamentaram estritamente o tratamento e a transferência de dados pessoais dos cidadãos da UE para os Estados Unidos no âmbito da cooperação na luta contra o terrorismo e o crime organizado.

 

Últimas Notícias

Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior
Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212