Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Califórnia enviará tropas à fronteira mas manterá status de santuário - Jornal Brasil em Folhas
Califórnia enviará tropas à fronteira mas manterá status de santuário


A Califórnia enviará membros de sua Guarda Nacional à fronteira com o México, acatando a ordem do presidente Donald Trump, mas estas tropas não farão o papel de polícia migratória, respeitando a lei estadual do santuário.

O governador Jerry Brown comunicou nesta quarta-feira sua decisão de enviar 400 homens à secretária de Segurança Nacional, Kirstjen Nielsen, e ao secretário de Defesa, Jim Mattis.

Sejamos bem transparentes: Esta não será uma missão para construir o muro, não será uma missão para perseguir mulheres e crianças ou deter pessoas fugindo da violência em busca de uma vida melhor. A Guarda Nacional da Califórnia não executará as leis federais de imigração, destacou Brown em seu comunicado sobre o envio da tropa.

A Califórnia se proclamou em outubro passado como estado santuário, no qual as polícias locais não colaboram com as autoridades federais na detenção de imigrantes ilegais.

O governador democrata não precisou se os 400 guardas serão enviados exatamente à fronteira com o México, mas declarou que estarão concentrados em apoiar operações contra grupos de criminosos internacionais, traficantes de pessoas e contrabandistas de armas e drogas na fronteira e ao longo de todo o estado.

A Guarda Nacional é uma força de reserva vinculada aos estados americanos.

Califórnia se une assim aos outros dois estados da fronteira sul, Texas e Arizona, que já anunciaram o envio de homens da Guarda Nacional.

O Texas enviará mais de mil guardas, iniciando com um contingente de 550 militares já ativados, enquanto o Arizona mobilizou 225 homens.

O secretário Jim Mattis assinou uma ordem para mobilizar até 4.000 efetivos da Guarda Nacional na fronteira sul até 30 de setembro de 2018.

Trump disse que as tropas da Guarda Nacional provavelmente permanecerão nessa atividade até que o país construa um muro na fronteira.

A Guarda Nacional foi enviada anteriormente à fronteira com o México em três oportunidades: em 2006 e 2008 com o presidente George W. Bush, e em 2010 com Barack Obama. Nesses três casos, a mobilização se manteve por aproximadamente um ano.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212