Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Apr de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Procon-PB aborda direitos de deficientes visuais durante seminário em João Pessoa - Jornal Brasil em Folhas
Procon-PB aborda direitos de deficientes visuais durante seminário em João Pessoa


A Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado da Paraíba (Procon-PB) participou, nessa segunda-feira (9), de um debate sobre os direitos de consumidores com deficiência visual. Entre os temas que foram abordados estão a acessibilidade e o Sistema Braille. Além do Procon-PB, o evento, realizado em João Pessoa, reuniu várias instituições, a exemplo do Ministério Público Estadual (MP-PB) e da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Na ocasião, a superintendente do Procon-PB, Késsia Liliana, falou das fiscalizações em estabelecimentos bancários e em restaurantes, que devem oferecer o cardápio em Braille. Késsia abordou, ainda, a Lei Estadual 9.420, que obriga as empresas prestadoras de serviços como energia elétrica e telefonia confeccionarem o demonstrativo de consumo em Braille para atender consumidores com deficiência visual. “Paralelamente às ações que competem ao Procon-PB, é muito importante que o consumidor também solicite o serviço em Braille na empresa prestadora”, alertou.

A superintendente do Procon-PB destacou, ainda, que o Braille é uma ferramenta central de leitura, e que as empresas devem ficar atentas no sentido de fornecerem esse processo de inclusão. “Atualmente, temos livros em Braille, em empresas de cosméticos e até joalherias. Isso reforça ainda mais a necessidade e a obrigação das empresas de oferecerem seus serviços também em Braille, promovendo a inclusão”, disse, destacando o exemplo do Jornal A União, que tem versões em Braille.

Durante o debate, Késsia Liliana explicou também que até as lan-houses devem oferecer serviço adaptado para deficientes visuais. “São constantes as reclamações de estudantes com deficiência visual sobre a não oferta desse serviço por parte desses estabelecimentos. Uma lan-house que tem cinco computadores, por exemplo, um deverá ser adaptado para deficientes visuais”, disse. “Em caso de dez computadores, por exemplo, deverá ainda haver uma impressora e papel apropriado para impressão em Braille”, prosseguiu.

A superintendente do Procon-PB ressaltou que o órgão irá fiscalizar todas as lan-houses para que os estabelecimentos cumpram a lei. “A população também pode colaborar com as nossas fiscalizações, ligando para o telefone 151”, concluiu.

 

Últimas Notícias

Um milhão de indígenas buscam alternativas para sobreviver
Seesp promove encontro de representantes das sedes do Jimi 2018
Agência de Transportes Aquaviários aprova estudos para leilões de terminais no Porto de Cabedelo
Hospital de Trauma de Campina Grande promove Curso de Atualização em Feridas e Curativos
Concurso da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros tem quase 80 mil inscritos
Corpo de Bombeiros inicia Curso de Atendimento à Tentativa de Suicídio
Cuité e Esperança sediam audiências do ODE nesta sexta e sábado
Governo realiza programação do “Abril Verde” com ações preventivas de acidentes de trabalho

MAIS NOTICIAS

 

Mais 2 mil escrituras são entregues no Riacho Fundo II
 
 
Está sancionado projeto que oficializa o modelo como o único de atenção primária no DF
 
 
Buraco do Tatu será bloqueado nas madrugadas de segunda (9) a sábado (14)
 
 
Instituto Hospital de Base vai recorrer da suspensão de processo seletivo de pessoal
 
 
Hospital Veterinário Público inicia atendimentos em Brasília
 
 
Estudantes da rede pública conhecem Embaixada da Sérvia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212