Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Conselho de Segurança da ONU faz hoje terceira reunião sobre a Síria - Jornal Brasil em Folhas
Conselho de Segurança da ONU faz hoje terceira reunião sobre a Síria


O Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) reúne-se hoje (13) para debater a tensão entre os Estados Unidos e a Rússia em razão das ameaças feitas pelo presidente Donald Trump de promover um ataque de mísseis na Síria, em resposta ao suposto ataque químico praticado pelo regime de Damasco contra rebeldes em Duma, ocorrido há uma semana.

A reunião foi solicitada pela Bolívia e pela Rússia, depois de o presidente Trump ter dito, na tarde de ontem (12), que um ataque à Síria poderia ocorrer “muito em breve”. As tensões aumentam ou diminuem no ritmo em que Trump vem à público falar sobre o tema. Ele também afirmou, no Twitter, que nunca havia dito quando um ataque iria acontecer, amenizando a ameaça feita 24 horas antes.

Também pelo Twitter, Trump disse que o governo russo deveria estar preparado, porque os Estados Unidos lançariam misseis novos e inteligentes sobre a Síria.

Nesta sexta-feira (13), a Rússia alertou os Estados Unidos que um ataque aéreo à Síria ordenado por Washington pode desencadear uma guerra entre os dois países. O aviso foi feito hoje pelo representante russo no Conselho de Segurança da ONU, Vassily Nebenzia.

Na Rússia, diversas autoridades têm dado declarações criticando a postura de Trump e seu tom ameaçador. No Congresso russo, o senador Aleksey Pushkov disse que uma ameaça de guerra “não é jogo de videogame”.

Na Europa, a postura é cautelosa. O Reino Unido afirma que um ataque químico não pode ficar sem resposta, mas a França e os Estados Unidos querem confirmar se, de fato, armas químicas foram utilizadas.

Amanhã (14), especialistas da Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq) viajam para a Síria a fim de confirmar o ataque químico em Duma, que deixou dezenas de pessoas mortas e pelo menos 500 feridas. Segundo organizações humanitárias que atuam na Síria, as características dos ferimentos são de um ataque químico.

A imprensa europeia e a dos Estados Unidos disseram que é possível que Trump converse hoje com o presidente da França, Emmanuel Macron e com a chanceler britânica, Theresa May, sobre o assunto.

Edição: Maria Claudia/Augusto Queiroz

 

Últimas Notícias

Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior
Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212