Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Apr de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Ministério Público do Pará instaura inquérito para apurar rompimento de represas - Jornal Brasil em Folhas
Ministério Público do Pará instaura inquérito para apurar rompimento de represas


O Ministério Público do Pará instaurou inquérito civil para apurar as circunstâncias que levaram ao alagamento de parte da cidade de Paragominas. A prefeitura decretou estado de calamidade pública por causa dos danos causados pelas fortes chuvas que atingiram o município na madrugada de quinta-feira (12).

O rompimento de barragens de represas na região contribuiu para o aumento do volume de água dos rios. O nível do Rio Uraim, o principal do município, elevou em 4 metros, afetando mais de 350 famílias e deixando cerca de 100 desabrigadas. Duas crianças morreram.

“O inquérito civil visa responsabilizar civil e criminalmente os responsáveis pela construção de pelo menos 5 represas na cidade e também os órgãos que tenham se omitido na fiscalização a fim de prevenir o rompimento das mesmas”, informou o MPPA em nota.

O órgão está trabalhando agora no levantamento dos danos causados pelo rompimento das represas, que são barragens nos rios, feitas em propriedades particulares usadas, por exemplo, para criação de peixes.

O resultado do relatório técnico subsidiará as ações criminais e cíveis contra proprietários das fazendas onde as represas romperam.

O Ministério Público também já requisitou, em caráter de urgência, ao Instituto Médico Legal, a realização de perícia nas fazendas a fim de subsidiar as ações. “A apuração envolverá tanto a conduta dos fazendeiros quanto a eventual omissão dos órgãos com atribuição para fiscalizar essas construções”, informou.

A prefeitura de Paragominas informou que também entrará com uma ação no Ministério Público para que as medidas legais e cabíveis sejam aplicadas. A Secretaria de Meio Ambiente do município está com equipes próximo às nascentes dos rios Uraim e Paragominas, fazendo o levantamento das propriedades onde as barragens se romperam para, com isso, já autuar e aplicar multa aos proprietários.

A situação no município está estável e o nível dos rios baixou. As equipes da prefeitura e do governo do estado continuam atuando nos restabelecimentos dos serviços e estruturas afetadas e no atendimento às famílias desabrigadas.

Edição: Fernando Fraga

 

Últimas Notícias

Ampliar saque do PIS/Pasep está dentro de projeção, diz Dyogo Oliveira
Conab é autorizada a vender milho e a comprar arroz
FMI deve elevar projeção de PIB ainda este ano, diz BC
Índice de expansão do comércio cresce 1,6% em São Paulo este mês
Países nórdicos promovem debate sobre igualdade de gênero no Brasil
Juiz intima primo de Macri e ex-ministros de Cristina Kirchner
MPRJ quer impedir nomeação de indicados por Pezão para Agetransp
Seca de 1932 levou à criação de campos de concentração no Ceará

MAIS NOTICIAS

 

Felipe Fraga e Marcos Gomes colocam Cimed Racing no top-10
 
 
Time Correios Brasil é convocado para Sul-Americano 14 anos
 
 
Protestos contra reforma da previdência deixam pelo menos dois mortos na Nicarágua
 
 
Confronto entre palestinos e soldados israelenses deixa dois mortos
 
 
Raúl Castro sai, mas o castrismo permanece com Díaz-Canel em Cuba
 
 
MP abrirá inquérito contra Alckmin por suspeita de caixa dois

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212