Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jul de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Ministério Público do Pará instaura inquérito para apurar rompimento de represas - Jornal Brasil em Folhas
Ministério Público do Pará instaura inquérito para apurar rompimento de represas


O Ministério Público do Pará instaurou inquérito civil para apurar as circunstâncias que levaram ao alagamento de parte da cidade de Paragominas. A prefeitura decretou estado de calamidade pública por causa dos danos causados pelas fortes chuvas que atingiram o município na madrugada de quinta-feira (12).

O rompimento de barragens de represas na região contribuiu para o aumento do volume de água dos rios. O nível do Rio Uraim, o principal do município, elevou em 4 metros, afetando mais de 350 famílias e deixando cerca de 100 desabrigadas. Duas crianças morreram.

“O inquérito civil visa responsabilizar civil e criminalmente os responsáveis pela construção de pelo menos 5 represas na cidade e também os órgãos que tenham se omitido na fiscalização a fim de prevenir o rompimento das mesmas”, informou o MPPA em nota.

O órgão está trabalhando agora no levantamento dos danos causados pelo rompimento das represas, que são barragens nos rios, feitas em propriedades particulares usadas, por exemplo, para criação de peixes.

O resultado do relatório técnico subsidiará as ações criminais e cíveis contra proprietários das fazendas onde as represas romperam.

O Ministério Público também já requisitou, em caráter de urgência, ao Instituto Médico Legal, a realização de perícia nas fazendas a fim de subsidiar as ações. “A apuração envolverá tanto a conduta dos fazendeiros quanto a eventual omissão dos órgãos com atribuição para fiscalizar essas construções”, informou.

A prefeitura de Paragominas informou que também entrará com uma ação no Ministério Público para que as medidas legais e cabíveis sejam aplicadas. A Secretaria de Meio Ambiente do município está com equipes próximo às nascentes dos rios Uraim e Paragominas, fazendo o levantamento das propriedades onde as barragens se romperam para, com isso, já autuar e aplicar multa aos proprietários.

A situação no município está estável e o nível dos rios baixou. As equipes da prefeitura e do governo do estado continuam atuando nos restabelecimentos dos serviços e estruturas afetadas e no atendimento às famílias desabrigadas.

Edição: Fernando Fraga

 

Últimas Notícias

Valor corrigido da cota do PIS/Pasep já pode ser conferido
Preço da cesta básica paulistana tem alta de 2,95% em junho
Banco Central divulga ranking de queixas a bancos no segundo trimestre
Embraer anuncia venda de 25 jatos para United Airlines
Presidente da AEB reclama protagonisno do comércio exterior
Exportação de suco de laranja registra alta de 29%, puxada pelos EUA
Médias empresas terão de ingressar no eSocial a partir de hoje
FMI reduz para 1,8% previsão de crescimento para o Brasil em 2018

MAIS NOTICIAS

 

Relatório final da LDO pode ser entregue hoje na Comissão de Orçamento
 
 
Parecer da LDO veta renúncia fiscal, reduz custeio e congela salários
 
 
EBC suspende perfis nas redes sociais durante período eleitoral
 
 
Câmara pode votar nesta quarta projeto da Escola sem Partido
 
 
Brasil e Vietnã assinam acordos em aviação e agricultura
 
 
Toffoli cassa decisão de Moro e livra Dirceu de tornozeleira

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212