Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Aug de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Estudantes revezam-se em ocupação da reitoria da UnB - Jornal Brasil em Folhas
Estudantes revezam-se em ocupação da reitoria da UnB


Cerca de 180 estudantes revezam-se, desde as 14 horas desta quinta-feira (12), na ocupação da reitoria da Universidade de Brasília (UnB). Segundo os estudantes, o ato é em defesa de verbas para o custeio das atividades acadêmicas. Eles querem uma audiência com a direção da universidade e pretendem manter o movimento até segunda-feira (16). A UnB informou que poderá participar da reunião.

Na manhã desta sexta-feira (13), muitos estudantes, alguns deles mascarados, impediam o acesso de pessoas não ligadas ao movimento aos andares superiores do prédio. As janelas do último andar, onde fica a reitoria, ficaram cobertas, e não era possível ver o interior da sala. Segundo seguranças do prédio, a ocupação foi tranquila e rápida, com os estudantes indo direto às diretorias, onde permaneceram, e não houve problemas durante a madrugada.

A coordenadora-geral do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UnB, Scarlett Rocha, disse que a entidade não participou da ocupação e definirá sua posição sobre o ato e as recentes reivindicações feitas em manifestações no campus e no Ministério da Educação (MEC) em assembleia na próxima segunda-feira (16). “Ao que parece, a ocupação já está consolidada, tranquila e organizada”, afirmou Scarlett.

Ela ressaltou que, no DCE, há um grupo favorável à manutenção do foco das reivindicações no MEC, e não na UnB. Scarlett considera justas as reivindicações dos estudantes que ocupam a reitoria, mas defende a ampliação das discussões para uma gama maior da comunidade universitária. “Há uma tendência de, a exemplo UnB, da Universidade Federal do Paraná e da Universidade Federal de São Paulo, o movimento de ocupação se nacionalizar”, afirmou.

A ocupação da reitoria da UnB ocorre em meio a uma crise financeira que atinge também outras universidades públicas. A instituição havia anunciado que, diante da restrição orçamentária, adotaria medidas de redução de recursos, como a demissão de funcionários terceirizados, o cancelamento de contratos de estágio e aumento nos preços no restaurante universitário.

Em nota no Facebook, os estudantes que ocupam a reitoria manifestaram-se contra as medidas e defenderam a manutenção das bolsas de permanência, pagas a alunos de baixa renda, e a volta dos porteiros no turno da noite. Sobre a situação financeira, pedem que o MEC libere as verbas arrecadadas pela UnB, além de transparência nas contas e auditoria nos contratos com prestadores de serviço.

Crise financeira

A direção da UnB já havia informado que os recursos disponíveis eram insuficientes para o custeio da estrutura. Em março, em audiência aberta à comunidade, foi apresentado o quadro financeiro, e a reitoria estimou déficit de R$ 92 milhões para o ano de 2018.

Na terça-feira (10), estudantes, professores e servidores promoveram um ato em frente ao MEC e pediram mais recursos. Eles ocuparam a sede do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

Divergências

Segundo o MEC, as informações apresentadas pela direção da UnB são diferentes dos dados oficiais. De acordo com o Executivo, o orçamento da universidade aumentou de R$ 1,66 bilhão para R$ 1,73 bilhão de 2017 para 2018. As verbas para custeio tiveram aumento de 12%, e 60% já foram liberadas este ano.

Em nota divulgada ontem, a reitoria da UnB respondeu ao MEC. Conforme a UnB, embora o orçamento global tenha aumentado, os recursos para manutenção caíram de R$ 379 milhões, em 2016, para R$ 229 milhões, em 2018. Segundo a UnB, a verba para manutenção foi reduzida em R$ 80 milhões. Para a UnB, o problema é a verba prevista para este ano ser insuficiente. No comunicado, a instituição informa que vem adotando medidas de economia, como cortes em contratos terceirizados e economia em consumo de água, e diz que apresentou ao MEC um plano de obras para colocar as demandas de investimento para o ano.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

PF deflagra ação contra tráfico de pessoas e trabalho escravo em SP
MME quer facilitar a importação de energia da Argentina e do Uruguai
Aumento de benefícios a produtor rural pode ser vetado, diz secretário
Justiça afasta presidente da Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro
Amoêdo defende 65 anos para aposentadoria e novas regras para o mínimo
Gabaritos do Encceja já estão disponíveis no site do Inep
Começou hoje a 46ª edição do Festival de Cinema de Gramado
Ministro do STJ nega liminar para suspender condenação de Garotinho

MAIS NOTICIAS

 

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep
 
 
Após explosão em Ipatinga, sindicato quer mais segurança
 
 
Jungmann: PF está à disposição para investigar caso Marielle
 
 
Decreto sobre relicitação de concessões deve sair nos próximos dias
 
 
Luiz Fux preside última sessão como ministro do TSE
 
 
Com registro de Amoêdo, já são seis candidatos oficializados no TSE

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212