Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Militares não aceitam proposta do Governo e podem entrar em aquartelamento - Jornal Brasil em Folhas
Militares não aceitam proposta do Governo e podem entrar em aquartelamento


Ameaçando aquartelamento de 24 horas, a partir das 19h de hoje, 13, Policiais e Bombeiros Militares de Alagoas rejeitaram na tarde desta sexta-feira, a proposta feita pelo Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), de reajuste salarial para a categoria de 6%, em forma escalonada (3% em 2019; 1,5% em 2020; e 1,5% em 2021). Uma reunião acontece na sede da secretaria, no Centro, desde às 16h.

O secretário de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio, Fabrício Marques, explicou por meio de comunicação à imprensa que qualquer reajuste acima disso colocaria as finanças do Estado em risco, forçando-o a descumprir o acordo firmado com a União para o prolongamento do pagamento do serviço da dívida pública de Alagoas.

Conforme esse acordo, o Estado se comprometeu a estabelecer um teto de gastos em que a despesa corrente não poderá variar mais que a inflação do ano anterior. Caso haja o descumprimento, a União está autorizada a executar judicialmente o Estado, bem como bloquear todas as contas da gestão alagoana.

Na última quarta-feira (11) centenas de militares realizaram um ato público em frente ao Palácio República dos Palmares, sede do Governo, seguindo em passeata até a Assembleia Legislativa Estadual (ALE), ambos no Centro, ocasião no qual foi definido também um cronograma de atividades a serem cumpridas enquanto as negociações de valorização salarial não avançarem.

A primeira medida, a parada da Força Tarefa a partir da zero hora da quinta-feira (12), foi tomada. Um ato que prometia interditar o Porto de Maceió na tarde de hoje, foi transferido para a frente da sede da Seplag, e continuará até a finalização da reunião.

Caso não entrem em acordo, as próximas medidas serão aquartelamento de 24 horas, a partir das 19h de hoje, e a não realização do policiamento da partida de futebol pelo Campeonato Brasileiro entre CSA e Goiás, que acontecerá na tarde deste sábado (14), no estádio Rei Pelé, no bairro do Trapiche.

O diretor de comunicação da Associação de Bombeiros Militares de Alagoas (Abmal), major Burity, explicou em entrevista que a categoria se sente enganada e escravizada. “Muito pior do que apresentar uma proposta como esta [se referindo a proposta apresentada pelo governo] é retirar o amor dos homens que vão às ruas todos os dias para proteger a todos os alagoanos. Estamos aguardando há dois anos por esse diálogo”, concluiu.

De acordo com dados passados pela Seplag, no Governo Renan Filho, a folha salarial dos militares alagoanos – ativos, inativos e pensionistas – teve um aumento de 50,6%, saltando de R$ 850 milhões para R$ 1,3 bilhão no período.

Representantes das secretarias da Fazenda (Sefaz) e de Segurança Pública (SSP) também participam do encontro.


 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212