Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Plataforma chinesa Weibo censura conteúdos sobre homossexualidade - Jornal Brasil em Folhas
Plataforma chinesa Weibo censura conteúdos sobre homossexualidade


O anúncio da rede social chinesa Weibo de que eliminará conteúdo homossexual da popular plataforma gerou uma onda de queixas na Internet, neste sábado (14), com a hashtag #EuSouGay.

A Weibo disse na sexta-feira em comunicado que havia começado uma campanha de limpeza para eliminar conteúdo ilegal, incluindo mangás e vídeos com implicações pornográficas, que promovam a violência, ou (relacionados com a) homossexualidade.

Esse é o mais recente exemplo da repressão do Partido Comunista, no poder, para retirar da Internet qualquer conteúdo que se afaste dos valores centrais do socialismo.

Além de verificar a Internet, as autoridades chinesas obrigam os sites a ter seus próprios censores.

Sob a liderança do presidente Xi Jinping, a censura se reforçou no país.

A campanha anunciada pela Weibo, de três meses de duração, também aponta para os vídeo-games violentos como Grand Theft Auto, disse a Weibo em sua conta oficial.

A popular plataforma, similar ao Twitter e que conta com 400 milhões de usuários ativos por mês, indicou que estava aplicando a nova lei sobre cibersegurança na China e que na noite de sexta-feira já havia eliminado 56.240 elementos.

Ao meio-dia de sábado, cerca de 170 mil usuários da Weibo haviam empregado a hashtag #EuSouGay para protestar contra o anúncio, antes de ser aparentemente proibido pela plataforma.

Não pode existir homossexualidade no socialismo? É incrível que a China progrida econômica e militarmente, mas regresse ao período feudal em termos de ideias, disse um dos usuários.

Como se estreitou tanto a opinião pública nos últimos dois anos?, se questionou outro.

A China descriminalizou a homossexualidade em 1997, mas as atitudes conservadoras continuam sendo generalizadas.

Muitas mensagens de protesto foram apagadas.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212