Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Maduro quer elevar a um milhão número de membros da milícia - Jornal Brasil em Folhas
Maduro quer elevar a um milhão número de membros da milícia


O governo venezuelano planeja elevar a um milhão o número de membros de um corpo civil armado, que atualmente conta com 400 mil membros, anunciou nesta sexta-feira (13) o presidente Nicolás Maduro.

Chegamos a quase 400 mil homens e mulheres milicianos. Se realmente queremos garantir a paz, proponho que em um ano possamos expandir as forças das milícias a um milhão de homens em mulheres uniformizados e armados, disse Maduro durante uma parada militar.

Criada em 2009 como um apoio à Força Armada, a milícia tem um papel decisivo no fortalecimento do conceito militar de defesa, declarou Maduro durante a cerimônia de comemoração dos 16 anos do retorno ao poder de Hugo Chavez (1999-2013), após um breve golpe de estado.

Jamais tínhamos visto um aposentado de 70 anos com um fuzil na mão, revolução cívico-militar para sempre! - exclamou o presidente no complexo militar de Forte Tiuna, em Caracas, para cerca de 9.500 soldados e civis armados.

O presidente reiterou as acusações contra a oposição de planejar sua derrubada e incentivar a intervenção militar, pelo qual convocou os militares a reforçar ações de defesa.

Andam em um complô, em uma conspiração de golpista de sempre, cada vez que podem enfiar a faca da traição, lançou, ao criticar a oligarquia.

A Força Armada, com 365 mil homens e armamento de origem chinesa e russa, e grande poder político e econômico, é a base do governante socialista, cuja gestão é rejeitada, segundo a empresa Datanálisis, por 80% dos venezuelanos.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212