Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Operação Cartoon na Baixada Fluminense cumpre seis mandados de prisão preventiva - Jornal Brasil em Folhas
Operação Cartoon na Baixada Fluminense cumpre seis mandados de prisão preventiva


Seis pessoas foram presas e um menor apreendido na Operação Cartoon, realizada hoje (16) pela manhã, para combate ao tráfico de drogas em Imbariê, distrito de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, além do cumprimento de 19 mandados de prisão preventiva. A operação da Polícia Civil foi desenvolvida a partir de investigação sobre a atuação do tráfico na comunidade de Nova Campina, na Baixada Fluminense.

A associação criminosa tem como principal abastecedor de drogas e armas a comunidade da Vila Kennedy, na zona oeste, escolhida pelas forças federais de segurança como modelo de policiamento a ser implantado durante a intervenção na área de segurança do Rio de Janeiro.

De acordo com a Polícia Civil, essa conexão com criminosos da Vila Kennedy traz como consequência a atuação do grupo criminoso nos crimes de roubo e receptação de cargas. A atuação dos traficantes de drogas se estende a outras cinco regiões: Complexo do Gás; Ilha; Cantão; Sem Terra e Barro Branco. Os criminosos, de acordo com a polícia, agem muitas vezes em locais próximos de escolas, o que agrava a potencialidade lesiva das ações desempenhados pelo grupo.

O líder do tráfico de drogas em Imbariê é Marcelo Araújo, o Crocante, que não foi preso na ação. Ele é considerado foragido da Justiça e responde a vários inquéritos policiais por tráfico, roubo e receptação de cargas.

Saída da tropa

Os militares que fazem patrulhamento diário na Vila Kennedy, na zona oeste do Rio. deverão deixar a comunidade no prazo de duas a três semanas. A informação foi divulgada hoje (20) pelo porta-voz do Comando Militar do Leste (CML), coronel Carlos Cinelli.

Mesmo antes da realização dos patrulhamentos diários, os militares vinham fazendo, desde 23 de fevereiro, ações rotineiras de remoção de barricadas e de cerco à comunidade. “Vamos retirar os efetivos da Vila Kennedy para que a Polícia Militar possa, efetivamente, assumir o patrulhamento da comunidade”, disse o coronel.

Segundo Cinelli, a ocupação da Vila Kennedy está servindo para que o Gabinete da Intervenção Federal colha lições e para que o processo seja aprimorado ao longo da intervenção.

Neste domingo (15) à noite, uma escola municipal na comunidade foi invadida e uma das salas foi pintada com a inscrição CV, em alusão à facção criminosa Comando Vermelho. A fachada de um espaço de desenvolvimento infantil também foi depredada.

O patrulhamento ostensivo e repressivo na Vila Kennedy vem sendo feito durante o dia pelas Forças Armadas e no período noturno pela Polícia Militar, com efetivo do batalhão de Bangu e da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da região.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior
Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212