Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Termina hoje prazo para visitar imóveis da união à venda no DF - Jornal Brasil em Folhas
Termina hoje prazo para visitar imóveis da união à venda no DF


Termina nesta terça-feira (17) o prazo para quem quiser visitar os 21 apartamentos e sete lotes da União no Distrito Federal colocados à venda pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Amanhã (18) haverá uma concorrência pública para a venda dos imóveis, quando os interessados poderão apresentar propostas de compra. Pessoas físicas e jurídicas podem participar da concorrência, vedada apenas a servidores do Ministério do Planejamento.

A entrega das propostas deverá ser feita entre as 10h e 14h desta quarta-feira (18) no auditório térreo do Ministério do Planejamento, no bloco K, da Esplanada dos Ministérios. Logo em seguida, as ofertas serão abertas para conhecimento de todos. A proposta vencedora será a de maior valor, que deve ser igual ou superior ao preço mínimo definido por meio de edital.

De acordo com o Ministério do Planejamento, a procura pelos imóveis está grande e, até a última sexta-feira (13), mais de 400 visitas foram feitas aos apartamentos nos bairros Asa Norte e Asa Sul, área nobre da capital.

Os 21 apartamentos à venda têm de 2 a 4 quartos com preços mínimos de R$ 592 mil a R$ 1,386 milhão. Há 14 apartamentos disponíveis na Asa Norte e sete na Asa Sul. Também estão disponíveis seis terrenos residenciais no Lago Sul e um no Guará II.

Até às 17h de hoje ainda é possível conhecer os imóveis pessoalmente. Visitas podem ser agendadas pelo telefone (61) 2020-1904 ou pelo email [email protected] Quem não puder visitar os imóveis, pode ver as fotos dos apartamentos e lotes no endereço eletrônico do ministério.

Amanhã, os interessados em comprar imóveis precisam apresentar a documentação exigida e proposta de preço. Para participar, também é preciso que o comprador recolha uma caução correspondente a 5% do preço mínimo do imóvel escolhido. Esse depósito deve ser feito antes da apresentação da proposta e será devolvido aos interessados que não tiverem sua proposta escolhida.

O edital foi lançado no último dia 15 de março e, de acordo com o Ministério. tem por objetivo “reduzir gastos e aumentar a arrecadação com a venda de imóveis que estão desocupados e não podem ser de uso público”. O valor total mínimo dos 28 imóveis soma R$ 39,490 milhões.

O pagamento do valor do imóvel será feito à vista, com recursos próprios ou por meio de financiamento imobiliário.

Edição: Denise Griesinger

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212