Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Rússia bloqueia milhões de endereços IP relacionados com Telegram - Jornal Brasil em Folhas
Rússia bloqueia milhões de endereços IP relacionados com Telegram


A Rússia bloqueou nesta terça-feira (17) quase 18 milhões de endereços IP utilizados para evitar o bloqueio do aplicativo de mensagens instantâneas Telegram, o que gerou uma série de queixas, enquanto seu fundador fez um apelo à resistência digital.

A agência de regulação das telecomunicações Roskomnadzor bloqueou milhões de endereços IP que estavam sendo usadas para acessar o Telegram, que as autoridades começaram a bloquear na terça-feira, e o número aumentava à medida que o dia avançava, informaram agências russas.

Alguns operadores começaram a impedir na segunda-feira o uso do Telegram na Rússia, sob ordens da Roskomnadzor, depois de uma decisão da Justiça pela recusa do Telegram de entregar aos serviços especiais russos (FSB) as senhas que permitem ler as mensagens dos usuários.

Entre os endereços IP bloqueados, centenas estão vinculados com os serviços em nuvem da Amazon e mais de um milhão aos mesmos serviços da Google.

Estão sendo bloqueadas 18 sub-redes (...) Todas pertencem a Amazon ou Google, disse um porta-voz da Roskomnadzor, Alexander Jarov, citado por Interfax.

O cofundador do Telegram, Pavel Durov, disse que, apesar do bloqueio, não constatamos uma diminuição notável da atividade dos usuários porque os russos tendem a esquivar a proibição com VPN e com (servidores) proxy, que permitem evitar os bloqueios ao simular uma conexão do exterior, comemorou em sua própria conta o criador deste aplicativo.

Após agradecer aos usuários russos do Telegram por seu apoio e sua fidelidade, Durov também agradeceu a Apple, Google, Amazon, Microsoft por não participar da censura política, acrescentou Durov.

Para apoiar as liberdades na internet na Rússia e no exterior, começo a oferecer bitcoins às pessoas físicas e jurídicas que utilizam os proxy (...) e os VPN. Estou feliz em doar milhões de dólares este ano a esta causa e espero que outras pessoas a continuem. Eu chamo isto de resistência digital, um movimento descentralizado que defende as liberdades digitais e o progresso em escala mundial, anunciou.

O Telegram, um aplicativo com 200 milhões de usuários em todo o mundo, é conhecido por seu alto nível de confidencialidade e estava em conflito com as autoridades russas, que aumentaram seu controle sobre a internet.

A companhia foi fundada em 2013 pelos irmãos Pavel e Nikolai Durov, que também criaram a rede social VKontakte.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212