Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 May perde batalha sobre Brexit na Câmara dos Lordes - Jornal Brasil em Folhas
May perde batalha sobre Brexit na Câmara dos Lordes


A Câmara dos Lordes infligiu, nesta quarta-feira (18), uma constrangedora derrota à primeira-ministra britânica, Theresa May, ao aprovar uma emenda que questiona sua vontade de deixar a união aduaneira, durante a avaliação do projeto de lei sobre o Brexit.

A emenda, apoiada por membros da maioria, da oposição trabalhista e do centro, foi aprovada pela Câmara Alta do Parlamento com 345 votos a favor e 225 contra.

Na prática, ela inscreve no projeto de lei a possibilidade de o Reino Unido continuar na união aduaneira, enquanto o governo conservador de May se comprometeu a deixar o mercado único e a união para poder controlar a imigração e negociar com o resto dos países de forma independente.

Mas um divórcio nessas condições preocupa por suas eventuais consequências na economia e na paz na Irlanda do Norte, se se restabelecer uma fronteira com a vizinha República da Irlanda.

É um momento extremamente importante. A Câmara dos Lordes se uniu para mostrar ao governo que a manutenção da união aduaneira é a chave da prosperidade futura do Reino Unido, declarou o líder do Partido Liberal Democrata (centro, pró-UE) na Câmara alta, Richard Newby.

O conservador Michael Forsyth alertou os lordes de que a tentativa de remodelar o texto poderia voltar a opinião pública contra eles.

Estamos decepcionados, reagiu o Ministério do Brexit em nota, destacando que a opinião do governo continua sendo muito clara: deixamos a união aduaneira e estabelecemos um novo e ambicioso acordo aduaneiro com a UE, forjando novas relações com nossos sócios de todo o mundo.

Além disso, os lordes, pró-UE em sua maioria, devem contestar que o governo possa recorrer aos Poderes de Henrique VIII, uma disposição que permite modificar uma lei sem o pleno controle do Parlamento, e também se poderia estudar a possibilidade de modificar a hora do Brexit (fixada em 29 de março de 2019 às 23H00 GMT).

O texto depois voltará aos deputados, que o aprovaram em janeiro.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212