Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Trump nega ter demitido Comey do FBI por investigação sobre Rússia - Jornal Brasil em Folhas
Trump nega ter demitido Comey do FBI por investigação sobre Rússia


O presidente americano, Donald Trump, negou nesta quarta-feira (18) ter demitido o então diretor do FBI, James Comey, há um ano, por causa da investigação sobre os vínculos de sua equipe de campanha e a Rússia.

O escorregadio James Comey, o pior diretor do FBI da história, não foi demitido por sua falsa investigação sobre a Rússia, na qual, a propósito, NÃO HOUVE CONLUIO (salvo dos Democratas)!, tuitou Trump esta manhã, acusando os democratas de complô.

As declarações de Trump surgem em meio ao lançamento do livro de Comey, que alimenta acusações de que o presidente pode ter cometido o crime de obstrução da Justiça na investigação sobre a suposta interferência dos russos na eleição presidencial de 2016, ao demiti-lo em 9 de maio de 2017.

Oficialmente, Comey foi demitido por aconselhamento do procurador-geral assistente Rod Rosenstein, nomeado por Trump.

Dois dias depois, porém, em uma entrevista à rede NBC News, Trump deixou claro que esta não era a causa real da saída de seu desafeto e sugeriu que já tinha a investigação sobre a ingerência de Moscou em mente.

Independentemente da recomendação, eu ia demitir Comey, afirmou.

De fato, quando decidi fazer isso, pensei, essa história de Trump e Rússia é inventada, uma desculpa dos democratas por terem perdido uma eleição, afirmou.

No que me diz respeito, eu queria que isso fosse feito da forma absolutamente correta, declarou, acrescentando: Na minha opinião, isso deveria ter terminado há muito tempo, porque tudo é uma desculpa.

Somadas aos últimos ataques de Trump a Comey e ao procurador especial independente Robert Mueller, agora encarregado do caso sobre a Rússia, essas declarações fomentaram acusações, por parte dos democratas e de alguns especialistas legais, de que Trump tentou bloquear as investigações.

Lançado ontem, o livro de memórias de Comey, A Higher Loyalty: Truth, Lies and Leadership, descreve conversas suas com Trump antes de ser demitido. Nelas, o presidente parece pressioná-lo sobre esse caso.

Comey continua a evitar, porém, acusar Trump de obstrução. Em uma entrevista à rádio NPR na terça-feira, disse não ter um panorama geral da investigação de Mueller para fazer essa afirmação.

Enquanto isso, Mueller mantém silêncio sobre a orientação de sua investigação, que se prolonga por quase um ano. Citando fontes internas, jornais americanos dizem que ela se ampliou, incluindo não apenas acusações de conluio entre a equipe de campanha de Trump e a Rússia, como também a possível obstrução de Justiça.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212