Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Saneamento: João Pessoa é a 1ª capital do Nordeste no Ranking Trata Brasil - Jornal Brasil em Folhas
Saneamento: João Pessoa é a 1ª capital do Nordeste no Ranking Trata Brasil


João Pessoa é a capital nordestina mais bem posicionada no Ranking do Saneamento, organizado pelo Instituto Trata Brasil, divulgado nesta quarta-feira (18). A nova edição do levantamento, que lista as 100 maiores cidades brasileiras e utiliza dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), traz números do ano de 2016. O outro município paraibano citado na lista, Campina Grande, também aparece com destaque: é a 2ª cidade mais bem colocada no ranking de cidades do Nordeste – ficando atrás apenas de Vitória da Conquista (BA) – e a 11ª do país.

Ambas as cidades alcançaram a universalização no atendimento urbano de água e João Pessoa ainda contabilizou a quarta maior evolução do País no atendimento de água, passando de 94,11% em 2012 para 100% em 2016. A capital paraibana também detém a maior evolução no incremento em coleta de esgoto saltando 25,6 pontos percentuais em quatro anos (indo de 49,14% para 74,78%). No quesito atendimento total de esgoto, Campina Grande também conseguiu evidência no Nordeste, aparecendo com 89,51% de cobertura.

O Trata Brasil também pontua Campina Grande como cidade em destaque na eficiência na contenção de desperdício, com apenas 24,53% de perdas na distribuição de água, o que confere o segundo melhor resultado do Nordeste. No quesito eficiência comercial, o município reduziu perdas de faturamento, saindo de 9,64% em 2015 para -1,89% em 2016. Segundo o próprio Trata Brasil, “o município, que já possuía perdas bastante baixas, reportou perdas negativas em 2016, fato não usual entre os operadores”.

A perspectiva da Assessoria para Assuntos Regulatórios da Cagepa é que esses índices de perdas devem cair ainda mais. “É um dado já confirmado pelo superávit registrado na empresa em 2017. Conseguimos, nos últimos anos, intensificar ações visando diminuir estas perdas, como substituição de hidrômetros, automação de sistemas, incremento de equipes para retirada de vazamentos e fiscalização de águas cortadas e desvios fraudulentos”, pontuou o assessor Ricardo Benevides.

O presidente da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Hélio Cunha Lima, ressalta que o Governo vem investindo em obras por todo o Estado para garantir a segurança hídrica e concretizar o projeto de universalização do saneamento na Paraíba, o que deve otimizar ainda mais os números dos próximos levantamentos. “O próprio estudo do Trata Brasil aponta os R$ 190 milhões investidos nos últimos cinco anos aqui na Paraíba. Se estamos sendo bem avaliados com números do ano de 2016, para os próximos anos o cenário do Estado será mais positivo ainda, já que muitas obras foram e ainda serão entregues em breve”, disse.

Para compor o ranking, o Instituto Trata Brasil considera várias informações fornecidas pelas operadoras de saneamento presentes em cada um dos municípios brasileiros. Os dados são retirados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), elaborado no âmbito do Programa de Modernização do Setor Saneamento (PMSS), vinculado à Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades.

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212