Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Tiroteio em protesto por controle de armas deixa um ferido na Flórida - Jornal Brasil em Folhas
Tiroteio em protesto por controle de armas deixa um ferido na Flórida


Um aluno ficou ferido depois de um tiroteio hoje (20) na escola Forest High School, de ensino médio, em Ocala, no Condado de Marion, Flórida. O tiroteio aconteceu minutos antes do início de um protesto estudantil nacional de estudantes secundaristas de duas mil e seiscentas instituições públicas de ensino do país, como parte de uma mobilização nacional em prol do controle de armas.

O dia de hoje foi escolhido porque há 19 anos, em 20 de abril de 1999, dois estudantes abriram tiros em uma escola de ensino médio, em Colombine, Colorado. O tiroteio deixou 13 mortes e mais de 20 feridos.


O estudante baleado foi atingido no tornozelo e levado para um hospital. Ele está fora de perigo, segundo Kevin Christian, porta-voz do sistema público de ensino do condado. O suspeito é um aluno da escola, que foi detido. Este é o 20º tiroteio em escolas norte-americanas neste ano.

As aulas em Forest High School foram interrompidas e os alunos levados de ônibus a uma igreja nas proximidades. A escola, de 2100 alunos, é considerada uma das melhores e como melhor desempenho acadêmico da região, segundo a imprensa local.

Protesto

A manifestação nacional – chamada Walk Out – é parte de uma onda de protestos iniciada em fevereiro, quando 17 pessoas morreram no tiroteio em uma escola de ensino médio de Parkland, no sul da Flórida.

No protesto de hoje, cada escola fez 13 minutos de silêncio em memória das vítimas de Parkland. O país está experimentando uma onda maior de protestos por mudanças na legislação para um maior controle no uso das armas, com mais exigências para a compra e porte delas.

A Constituição norte-americana determina que é um direito dos cidadãos do país ter uma arma e usá-la para autodefesa. Embora seja difícil a mudança em nível constituicional, a sociedade civil pressiona os Poderes Executivo e Legislativo por mudanças, sobretudo na checagem de antecendentes criminais dos compradores de arma.

O presidente Donald Trump encomendou estudo para detalhar que medidas devem ser tomadas, algumas polêmicas, como armar e treinar professores para o porte de armas, dentro dos estabecimentos. Algumas escolas também aumentaram a fiscalização e colocaram seguranças privados.

Edição: Maria Claudia

 

Últimas Notícias

Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior
Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212