Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Artista circense preso em ação contra milícia é libertado pela Justiça - Jornal Brasil em Folhas
Artista circense preso em ação contra milícia é libertado pela Justiça


A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (DPRJ) obteve decisão favorável na Justiça revogando a prisão preventiva do artista circense Pablo Dias Bessa Martins, um dos 159 detidos em operação policial contra a milícia Liga da Justiça, feita durante festa em um sítio, na zona oeste do Rio. Pablo é um dos 40 presos assistidos pela instituição nesse caso.

A decisão foi publicada pela 2ª Vara Criminal de Santa Cruz, que determinou a expedição do alvará de soltura dele. Caso seja formalmente acusado pelo Ministério Público, Pablo responderá a ação penal em liberdade.

A operação da Polícia Civil ocorreu no dia 7 deste mês, em Campo Grande. A milícia Liga da Justiça é considerada uma das mais violentas do Rio. Quatro pessoas morreram no confronto. Ao todo, foram apreendidas 24 armas, sendo 13 fuzis, pistolas e revólveres, uma granada, 76 carregadores e 1.265 munições, além de 11 carros roubados.

De acordo com o juiz Eduardo Marques Hablitschek, o direito de Pablo responder em liberdade ficou demonstrado de modo suficiente pelo fato de ele ser primário, não possuir antecedentes criminais e ter residência fixa, além de ter sido comprovado pela defesa que ele é profissional circense.

Pablo Dias está com viagem de trabalho marcada para o dia 24, para Estocolmo, e tem com vasta documentação acostada aos autos, como cópias do passaporte, comprovante de residência, do bilhete aéreo e do contrato de agenciamento, além do currículo dele e da Permissão de Residência do Consulado Geral da Suécia no Rio de Janeiro, entre outros, segundo disse o magistrado, em sua decisão.

O subcoordenador de Defesa Criminal da Defensoria Pública Ricardo André de Souza informo que a instituição aguarda o julgamento dos 39 pedidos de liberdade que protocolados na Justiça.

O juiz Eduardo Marques disse, em outro trecho da decisão, que no caso de Pablo, o fator que o diferencia de todos os outros presos é a comprovação documental de que passa a maior parte de sua vida atualmente fora do país. Com isso, resta demonstrado a fragilidade dos laços que mantém em sua terra natal, especialmente o suposto envolvimento em atividade criminosa”, concluiu.

Edição: Maria Claudia

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212