Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Artista circense preso em ação contra milícia é libertado pela Justiça - Jornal Brasil em Folhas
Artista circense preso em ação contra milícia é libertado pela Justiça


A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (DPRJ) obteve decisão favorável na Justiça revogando a prisão preventiva do artista circense Pablo Dias Bessa Martins, um dos 159 detidos em operação policial contra a milícia Liga da Justiça, feita durante festa em um sítio, na zona oeste do Rio. Pablo é um dos 40 presos assistidos pela instituição nesse caso.

A decisão foi publicada pela 2ª Vara Criminal de Santa Cruz, que determinou a expedição do alvará de soltura dele. Caso seja formalmente acusado pelo Ministério Público, Pablo responderá a ação penal em liberdade.

A operação da Polícia Civil ocorreu no dia 7 deste mês, em Campo Grande. A milícia Liga da Justiça é considerada uma das mais violentas do Rio. Quatro pessoas morreram no confronto. Ao todo, foram apreendidas 24 armas, sendo 13 fuzis, pistolas e revólveres, uma granada, 76 carregadores e 1.265 munições, além de 11 carros roubados.

De acordo com o juiz Eduardo Marques Hablitschek, o direito de Pablo responder em liberdade ficou demonstrado de modo suficiente pelo fato de ele ser primário, não possuir antecedentes criminais e ter residência fixa, além de ter sido comprovado pela defesa que ele é profissional circense.

Pablo Dias está com viagem de trabalho marcada para o dia 24, para Estocolmo, e tem com vasta documentação acostada aos autos, como cópias do passaporte, comprovante de residência, do bilhete aéreo e do contrato de agenciamento, além do currículo dele e da Permissão de Residência do Consulado Geral da Suécia no Rio de Janeiro, entre outros, segundo disse o magistrado, em sua decisão.

O subcoordenador de Defesa Criminal da Defensoria Pública Ricardo André de Souza informo que a instituição aguarda o julgamento dos 39 pedidos de liberdade que protocolados na Justiça.

O juiz Eduardo Marques disse, em outro trecho da decisão, que no caso de Pablo, o fator que o diferencia de todos os outros presos é a comprovação documental de que passa a maior parte de sua vida atualmente fora do país. Com isso, resta demonstrado a fragilidade dos laços que mantém em sua terra natal, especialmente o suposto envolvimento em atividade criminosa”, concluiu.

Edição: Maria Claudia

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212