Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Marconi e Rollemberg acompanham ação de agentes de saúde contra o Aedes aegypti - Jornal Brasil em Folhas
Marconi e Rollemberg acompanham ação de agentes de saúde contra o Aedes aegypti


Os governadores de Goiás, Marconi Perillo, e do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, acompanharam, na manhã deste sábado (12/03), no distrito de Vendinha, município de Padre Bernardo (Entorno do DF), a ação dos agentes de saúde e do corpo de Bombeiros do DF e de Goiás no combate aos focos do mosquito Aedes aegypti. O distrito é um dos lugares apontados pelo levantamento da Secretaria de Saúde de Goiás com alto índice de infestação.

Os governadores também discutiram a viabilização de ações conjuntas com intuito de reduzir a quantidade de criadouros do mosquito nos municípios do Entorno do DF, como forma de minimizar a quantidade de casos de Dengue, Chikungunya e Zika na região.

Marconi e Rollemberg foram bem recebidos nas residências visitadas e chegaram a tomar café em uma delas. Acertaram a criação de uma equipe que vai coordenar os trabalhos, com sede no escritório de representação de Goiás em Brasília e também a intensificação da força-tarefa da Patrulha do Desenvolvimento do Governo de Goiás nos municípios do Entorno. A patrulha utiliza maquinários (caminhões, escavadeiras e pás carregadeiras), e atua para eliminar focos do mosquito em locais com altos índices de infestação.

"Em janeiro, os membros da nossa força-tarefa visitaram 1,3 milhão de residências em Goiás atrás de focos do Aedes. Em fevereiro, foram 1,6 milhão de imóveis e, em março, devemos repetir a mesma quantidade. De acordo com dados da força-tarefa, foram eliminamos 60 mil criadouros no Estado.

Considerando que cada criadouro tem potencial para originar mil mosquitos, foi impedido o nascimento de 60 milhões de mosquitos Aedes em Goiás. Com isso, explicou Marconi, a quantidade de municípios com índice de infestação maior do que 4% das residências caiu de 106 para apenas 16 cidades.

Parceria - Rollemberg explicou que o governo do DF vai ajudar no combate ao mosquito na região, destinando 20 caminhões, duas pás mecânicas e 25 aparelhos de fumacê para trabalhar no combate ao mosquito e aos criadouros. "Estamos trabalhando de maneira integrada e esta integração será fundamental", sublinhou.

Ele anunciou também a edição de um edital que destinará R$ 6 milhões para o desenvolvimento de pesquisas acadêmicas na área. "Pretendemos conhecer melhor o ciclo do mosquito e desenvolver vacinas", explicou.

Demandas - Dezenas de populares acompanharam as visitas dos governadores. Fizeram reivindicações verbais e formais, por meio de ofícios. Moradora do distrito de Vendinha, Alessandra Cardoso reclamou para o governador sobre a cor da água que, segundo ela, está turva, devido à obra que a Saneago executa no distrito. Imediatamente, Marconi telefonou para o diretor da Saneago responsável pela região e colocou a moradora para explicar o problema.

"Falei com o diretor e ele me garantiu que até o fim do mês, no mais tardar no início de abril a obra estará concluída e a água voltará à normalidade", contou a moradora. Mesma reivindicação a dona Edilene Lopes fez ao governador, que falou do prazo para solução do problema.

Ao final da visita, Marconi afirmou que o Governo de Goiás vai assumir os hospitais municipais de Águas Lindas e de Santo Antônio do Descoberto para garantir saúde de qualidade à população do entorno do Distrito Federal.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212