Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Rússia bloqueia endereços IP do Google em meio a briga com Telegram - Jornal Brasil em Folhas
Rússia bloqueia endereços IP do Google em meio a briga com Telegram


A Rússia, que está lutando para aplicar a decisão de bloquear o Telegram, anunciou neste domingo (22) ter bloqueado vários endereços IP do Google, que permitiriam, segundo as autoridades russas, evitar a obstrução de mensagens codificadas.

Violando uma decisão da Justiça, o Google continua permitindo à sociedade Telegram Messenger Limited Liability Partnership utilizar seus endereços IP para seguir suas atividades em território russo, informou a autoridade russa de controle de telecomunicações, Roskomnadzor, em sua conta oficial no Twitter.

Por este motivo, a Roskomnadzor pôs na lista negra uma série de endereços IP da Google, usados pelo Telegram para operar na Federação Russa, detalhou.

Um porta-voz do grupo Google explicou à agência de notícias pública RIA Novosti ser consciente de que alguns usuários não têm acesso a certos serviços do Google, acrescentando que estava em processo de esclarecer esta situação.

A Rússia bloqueou esta semana milhões de edereços IP usados para evitar o bloqueio de mensagens codificadas do Telegram, ordenado pela Roskomnadzor após uma decisão judicial devido à negativa do Telegram de fornecer aos serviços especiais (FSB) os códigos para ler as mensagens dos usuários.

Entre estes endereços IP bloqueados, várias centenas de milhares estavam vinculadas aos serviços em nuvem da Amazon e mais de um milhão aos da Google, segundo um porta-voz da Roskomnadzor, citado pela agência Interfax.

Neste domingo, no entanto, o Telegram permanecia amplamente acessível na Rússia.

Fundado em 2013 pelos irmãos Pavel e Nikolai Durov, criadores anteriormente da rede social VKontakte, o Telegram se beneficiou, graças à segurança que oferece aos usuários, de discussões nos últimos anos sobre a proteção da privacidade ao usar novas tecnologias.

O Telegram tem hoje 200 milhões de usuários no mundo, 7% dos quais estão na Rússia, segundo Pavel Durov.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212