Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Adolescente britânico é condenado por hackear conta de ex-diretor da CIA - Jornal Brasil em Folhas
Adolescente britânico é condenado por hackear conta de ex-diretor da CIA


Um adolescente britânico que conseguiu hackear as contas de autoridades americanas, incluindo do ex-diretor da CIA John Brennan, foi sentenciado em Londres a dois anos de detenção em um centro para menores infratores.

Durante seu julgamento em janeiro, Kane Gamble, de 18 anos, se declarou culpado de uma dezena de infrações à legislação de segurança informática, cometidas entre junho de 2015 e fevereiro de 2016.

Nesta sexta-feira, sua mãe o acompanhou no Tribunal Criminal de Old Bailey, onde sua sentença foi pronunciada.

Gamble conseguiu, de seu quarto em Coalville, no centro da Inglaterra, obter informações ligando para centrais telefônicas para depois usá-las para hackear contas.

Assim, fez-se passar por John Brennan junto as operadoras de telefonia Verizon e AOL.

Ele então conseguiu obter vários documentos confidenciais da caixa de entrada de e-mails do ex-diretor da CIA que continham informações sobre operações militares e de inteligência no Irã e no Afeganistão.

Kane Gamble também trocou a senha de acesso e, em seguida, assumiu o controle do iPad da esposa de John Brennan, com quem falou ao telefone quando ligou para a operadora AOL.

O jovem também atacou as contas do ex-chefe de Segurança Interna Jeh Johnson, a quem ele telefonou em várias ocasiões, inclusive fazendo a mensagem Você pertence a mim aparecer na tela da televisão da família.

Entre suas vítimas também há assessores do ex-presidente americano Barack Obama, um agente do FBI e a rede do departamento de Justiça, incluindo o documento sobre a explosão da plataforma petrolífera Deepwater Horizon no Golfo do México.

Finalmente, ele foi preso em fevereiro de 2017 a pedido do FBI.

Segundo a acusação, suas ações buscavam apoiar os palestinos e foram motivadas pela morte de civis inocentes.

Seu advogado, William Harbage, argumentou a ingenuidade do adolescente, que nunca quis machucar ninguém.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212