Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 SpaceX lança novo caça-planetas da Nasa em busca de vida extraterrestre - Jornal Brasil em Folhas
SpaceX lança novo caça-planetas da Nasa em busca de vida extraterrestre


A Nasa lançou nesta quarta-feira (18) um satélite caçador de planetas de 337 milhões de dólares para escanear o espaço em busca de sinais de planetas similares à Terra, capazes de abrigar vida além do nosso sistema solar.

Três, dois um, decolagem!, disse um comentarista da agência espacial americana às 18H51 locais (19H51 de Brasília), enviando ao espaço o Transiting Exoplanet Survey Satellite (TESS) a bordo de um foguete SpaceX Falcon 9, lançado de Cabo Cavañeral, Flórida.

A nave, do tamanho de uma máquina de lavar, foi projetada para buscar sinais de atenuação periódica da luz nas estrelas mais próximas e mais brilhantes. Estes sinais, conhecidos como trânsitos, podem significar a existência de planetas em órbita ao redor delas.

Espera-se que TESS revele 20 mil exoplanetas, entre os quais poderia haver 50 planetas do tamanho da Terra e até 500 planetas com menos que o dobro do tamanho da Terra, informou a Nasa.

Suas descobertas serão estudadas em profundidade pelos telescópios terrestres e espaciais em busca de sinais de habitabilidade, como terrenos rochosos, tamanhos similares aos da Terra e uma distância do sol que permita uma temperatura compatível com a água em estado líquido.

As histórias destes planetas continuarão seu curso após a sua detecção, destacou nesta quarta-feira Martin Still, cientista do programa TESS, que vai explorar muito mais espaço cósmico que seu antecessor, o Telescópio Espacial Kepler, lançado em 2009.

- Visão multiplicada no espaço -

Foi incrível. Foi tão emocionante, contou Natalia Guerrero, pesquisadora do programa TESS no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), em entrevista à Nasa TV após o lançamento.

Guerrero faz parte da equipe que fabricou as câmeras que servem de olhos para o satélite. As quatro câmeras do TESS são pequenas, mas potentes, informou.

As lentes medem apenas 10 centímetros (...) mas são muito potentes. Uma constelação inteira, como a Orion, poderia caber no campo visual destas câmeras, explicou a cientista.

Embora tanto TESS quanto Kepler usem o mesmo sistema de detecção de trânsitos de planetas ou de sombras projetadas por estes quando passam diante de sua estrela, o TESS vigiará mais terreno cósmico do que seu antecessor.

O novo satélite se concentrará nos exoplanetas mais próximos, distantes de 30 a 300 anos-luz.

Uma das coisas mais incríveis que Kepler nos contou é que há planetas em todas as partes e que existem todo tipo de planetas aí fora, disse Patricia Padi Boyd, diretora do programa de pesquisadores visitantes no Centro Goddard Spaceflight da Nasa.

TESS é, assim, o passo seguinte. Se há planetas em todas as partes, é hora de encontrar os que estão mais perto da Terra, orbitando estrelas brilhantes mais próximas, porque estes serão os sistemas de referência.

O telescópio espacial Hubble e seu sucessor, o telescópio espacial James Webb, com lançamento previsto para 2020, devem ser capazes de obter mais informações sobre a massa dos planetas, sua densidade e composição da atmosfera, chaves para determinar sua habitabilidade.

O primeiro lançamento do TESS foi cancelado na segunda-feira para checagem dos sistemas de navegação do foguete Falcon 9, que o leva a bordo, e nesta quarta-feira foi lançado sem problemas.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio entrega título de Cidadã Goiana a cantora Joelma
Fundo Nacional do Idoso é aprovado na Câmara
Aval do TCU é suficiente para cessão onerosa, dizem técnicos da Corte
Acordo possibilitará investimentos privados em segurança pública
Vazamento de óleo afetará reprodução da fauna em mangue, diz ONG
Temer e Bolsonaro lamentam tragédia em Campinas
Jungmann coloca PF à disposição para apuração de caso de Campinas
Ministro da Cultura inicia comemorações aos 200 anos da independência

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212