Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Chanceleres do G7 se reúnem em meio a tensões com a Rússia - Jornal Brasil em Folhas
Chanceleres do G7 se reúnem em meio a tensões com a Rússia


Os ministros de Relações Exteriores do Grupo dos Sete (G7) países mais desenvolvidos estão reunidos neste domingo (22) em Toronto, Canadá, para buscar uma frente comum contra o que consideram provocações da Rússia.

Os chanceleres também trouxeram suas dúvidas sobre as intenções do presidente norte-americano, Donald Trump, em relação ao acordo nuclear com o Irã e sobre como será seu planejado encontro com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un.

A reunião ministerial é um dos preparativos para a cúpula do G7, que acontecerá em junho em Charlevoix, no Quebec.

No começo da reunião, os americanos reiteraram seu apoio inquebrantável à soberania e à integridade territorial da Ucrânia ante a agressão russa, após o secretário interino de Estado, John Sullivan, participar na noite de sábado de um encontro bilateral com o chanceler ucraniano Pavlo Klimkin.

Nenhum dos dois fez declarações á imprensa, mas estima-se que Klimkin informou Sullivan sobre os esforços de Kiev para recuperar o controle da região de Donbas, no leste da Ucrânia, nas mãos de rebeldes pró-russos, e a Crimeia, que Moscou anexou em 2014.

- Tensões com a Rússia -

A chanceler anfitriã, Chrystia Freeland, receberá seus colegas do G7 e representante da União Europeia em um almoço de trabalho para discutir a situação com Rússia e Ucrânia.

Os países do G7 se preocupam também com o apoio de Moscou ao regime de Bashar al Assad, no âmbito da violenta guerra civil na Síria, bem como sua tentativa de matar, na Grã-Bretanha, um ex-espião russo com um agente neurotóxico.

Na segunda-feira passada, os chanceleres emitiram um comunicado conjunto no qual pediram ao Kremlin para responder todas as questões relacionadas ao incidente e informar detalhadamente sobre seu programa Novichok não declarado.

Novichok é um grupo de agentes químicos letais supostamente desenvolvido pela União Soviética nos anos 70 e 80. Londres estima que eles foram usados para envenenar o ex-espião russo Serguei Skripal em Salisbury, na Inglaterra, em março.

Acho que nunca deveríamos mostrar fraqueza diante do presidente Putin. Quando alguém é fraco, ele aproveita isso, disse Macron neste domingo em uma entrevista concedida à emissora Fox News.

- Coreia do Norte e proliferação nuclear -

Depois, os chanceleres terão uma reunião para tratar da situação com a Coreia do Norte e da não-proliferação nuclear.

No mês passado, em uma surpreendente virada diplomática, Trump aceitou o convite do líder norte-coreano Kim Jong Un para se reunirem.

Estados Unidos, França e Alemanha - os países ocidentais que assinaram o acordo nuclear com o Irã em 2015 junto com Rússia e China - ainda farão uma reunião para tratar das ameaças de Trump de abandonar esse pacto, a menos que os países europeus aceitem endurecer os controles sobre Teerã.

Estamos negociando com os europeus, disse um alto funcionário americano à imprensa antes da reunião. Avançamos muito, mas temos que continuar.

Os sócios europeus estimam que o acordo representa a melhor forma de evitar que o Irã adquira armas nucleares.

As reuniões de Toronto podem ser os últimos atos de Sullivan como secretário de Estado, pois a nomeação do chefe da CIA, Mike Pompeo, para ocupar o cargo poderia ser confirmada pelo Senado americano nesta semana.

Freeland anunciou neste domingo que o Canadá receberá em 21 e 22 de setembro as mulheres ministras de Relações Exteriores de Gana, Equador, Panamá, Jamaica, Guatemala e Colômbia, antes da reunião da Assembleia Geral da ONU deste ano.

 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212