Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Confirmada morte de estudantes de cinema desaparecidos no México - Jornal Brasil em Folhas
Confirmada morte de estudantes de cinema desaparecidos no México


Três estudantes de cinema que estavam desaparecidos no oeste do México há mais de um mês foram assassinados, confirmou nesta segunda-feira (23) a promotoria do estado de Jalisco, um caso que gerou protestos populares e de famosos cineastas mexicanos.

Os jovens Salomón Aceves Gastélum (25), Daniel Díaz (20) e Marco Ávalos (20) foram sequestrados e torturados antes de morrer e os assassinos teriam tentado se livrar de seus corpos dissolvendo-os em ácido, explicou Lizette Torres, chefe de investigação da promotoria em coletiva de imprensa.

A funcionária explicou que embora ainda estejam sendo analisadas as provas coletadas na casa onde foram encontrados os restos mortais, os indícios localizados e encontrados nos fazem inferir logicamente que se tratam dos três jovens estudantes de cinema da privada Universidade de Meios Audiovisuais.

Os três jovens foram vistos pela última vez quando voltavam para casa após uma filmagem na localidade de Tonalá, onde foram interceptados por indivíduos armados, que os levaram à força em dois veículos.

Supõe-se que os autores do crime seriam integrantes do Cartel Jalisco Nova Geração (CJNG), uma das organizações mais poderosas do narcotráfico no México, segundo as autoridades.

As investigações, que incluem os testemunhos de dois supostos membros do CJNG detidos, indicam que a tia de um dos estudantes estaria vinculada a uma organização rival, denominada cartel Nova Praça.

Torres esclareceu, no entanto, que não se acredita que nenhum dos jovens tivesse vínculos com algum cartel criminoso.

O desaparecimento dos três jovens gerou vários protestos no estado, organizadas principalmente por estudantes que exigiam seu retorno com vida e reclamavam da corrupção das autoridades.

Os cineastas mexicanos premiados com o Oscar Guillermo del Toro - originário de Guadalajara -, Emmanuel Lubezki e Alfonso Cuarón também exigiram publicamente o aparecimento dos jovens.

Segundo cifras oficiais, até 2017 foram contabilizadas no México 33.513 pessoas desaparecidas.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212