Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


12 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Resgates no Tesouro Direto superam investimentos pelo oitavo mês - Jornal Brasil em Folhas
Resgates no Tesouro Direto superam investimentos pelo oitavo mês


Os resgates de títulos do Tesouro Direto superaram as vendas pelo oitavo mês seguido. Segundo dados do Tesouro Nacional, divulgados hoje (24), em Brasília, o resultado negativo ficou em R$ R$ 99,77 milhões em março. No mesmo mês de 2017, houve mais vendas do que resgates, com resultado positivo de R$ 265,18 milhões.

Os investidores podem receber o resultado das aplicações na data do vencimento do título ou quando resgatam antes de vencer. Em março, todos os resgates foram feitos antes do vencimento, somando R$ 1,225 bilhão.
dinheiro

O estoque fechou em R$ 47,582 bilhões, um crescimento de 0,57% com relação ao mês anterior (R$ 47,3 bilhões) e de 9,1% comparado a março de 2017 (R$ 43,5 bilhões).

Em março, o número de investidores cadastrados no Tesouro Direto cresceu em 65,2 mil, atingindo o recorde de mais de 2,050 milhões, o que corresponde a um crescimento de 55,1% em relação a março de 2017. O total de investidores ativos também foi o maior já registrado: 591.034.
Títulos mais procurados

Em março, o título mais demandado pelos investidores foi o Tesouro Selic, com R$ 485,52 milhões, representando 43,1% das vendas.

Em seguida, as vendas de títulos indexados à inflação (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais) somaram R$ 410,3 milhões e corresponderam a 36,4% do total, enquanto as de prefixados (Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais) totalizaram R$ 229,36 milhões ou 20,38%.

Nos resgates, predominaram os títulos indexados a índices de preços, totalizando R$ 597,7 milhões (48,7%), seguidos por R$ 480,36 milhões (39,21%) em Tesouro Selic e R$ 146,64 milhões (11,97%) em prefixados.

Quanto ao prazo, 49,9% dos investimentos realizados no mês foram de títulos com vencimento entre 1 e 5 anos. Os investimentos em papéis com prazo entre 5 e 10 anos responderam por 25,6% do total, enquanto que 24,3% das aplicações foram feitos em títulos com vencimentos acima de 10 anos.

Edição: Kleber Sampaio

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212