Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


26 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Polícia tenta identificar mãe suspeita de abandonar bebê recém-nascido em lixeira, em Aparecida de Goiânia - Jornal Brasil em Folhas
Polícia tenta identificar mãe suspeita de abandonar bebê recém-nascido em lixeira, em Aparecida de Goiânia


Polícia Civil está fazendo diligências para tentar encontrar a mulher suspeita de abandonar o filho recém-nascido em uma lixeira do Jardim Esmeralda, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Segundo a delegada Caroline Braga, responsável pelo caso, imagens de câmeras de segurança que mostram mãe e filho minutos antes do crime já foram colhidas. Algumas testemunhas, que tiveram contato com a mulher, foram ouvidas.

Ainda de acordo com Caroline, as imagens só serão divulgadas após a conclusão do inquérito. Ela explica que depois de abandonar o bebê, pediu um transporte por aplicativo.

As testemunhas afirmaram ter visto a mulher em seguida afirmando que iria viajar para o interior de Goiás, mas não souberam dizer qual o destino.

"A mãe chegou a pé em uma distribuidora de bebidas e teria mencionado que iria para uma rodoviária com destino o interior do estado. Estamos averiguando essa informação tentando confirmar e identificar essa cidade e, o mais rápido possível, tentar identificar a genitora dessa criança”, afirma.

A polícia espera que a mulher se apresente espontaneamente e pontua que ela terá a identidade preservada. A priori, ela deve responder por abandono de incapaz, mas tudo vai depender de como a investigação irá tramitar.

"Todo contexto tem que ser verificado. Após a identificação da mãe, ela será ouvida e vamos ver se essa tipificação vai continuar", detalha.

Lixeira

O bebê foi encontrado em uma lixeira na última quarta-feira (18). A esteticista Valdirene Aparecida de Aleluia, de 46 anos, conta que foi alertada pela sobrinha que ouviu um gemido vindo do local, e chamou o Corpo de Bombeiros, que fez o resgate e levou o garoto para a Maternidade Marlene Teixeira.

“Ela disse que parecia o gemido de um gato. Quando minha mãe foi olhar, era um bebê. Ela ficou desesperada e eu fui ajudar. Chamei os bombeiros e tirei ele de dentro do lixo com cuidado e levei para dentro de casa porque estava abrindo o sol e começando a ventar”, contou.

A mulher relatou que o bebê não estava chorando, estava vestido e enrolado em uma manta com manchas de sangue. Apesar disso, aparentava estar bem. Depois de tirá-lo do local, ela aguardou a chegada dos bombeiros, como foi orientada pela corporação.

Um dia após dar entrada no hospital, o bebê, que foi registrado temporariamente como Samuel Henrique, teve alta e foi levado para um abrigo. Ele está aos cuidados da Secretaria Municipal de Assistência Social de Aparecida de Goiânia.

 

Últimas Notícias

Empresários brasileiros apostam em alimentos e bebidas saudáveis
Temporal no RS deixa mais de 360 mil residências sem luz
Livro aborda mentiras contadas por presidentes do Brasil em 100 anos
Setor da cachaça lança manifesto contra carga tributária
Polícia busca PM sequestrado por criminosos na zona oeste do Rio
Bolsonaro passa bem e tem dreno retirado do abdome
PM encontra carro de policial sequestrado no Rio
Festival de Brasília termina hoje com entrega de premiações

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212