Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Operação contra fumaça de caminhões multa 731 veículos em São Paulo - Jornal Brasil em Folhas
Operação contra fumaça de caminhões multa 731 veículos em São Paulo


Uma operação da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente multou hoje (24) 731 veículos movidos a diesel em 22 pontos do estado. A ação deu início à Operação Inverno 2018, que vai intensificar a fiscalização para evitar episódios críticos de poluição do ar. Foram fiscalizados 35.988 caminhões.

“A ideia central é tolerância zero com fumaça preta. É impedir que a fumaça preta e o material particulado que ela contém atinjam o pulmão das pessoas, prejudiquem a saúde. Até o final da Operação Inverno, estaremos repetindo esse megacomando em mais ocasiões, em diversos pontos estratégicos espalhados no estado”, disse o secretário de Meio Ambiente, Maurício Brusadin.
Poluição

Fuligem que sai do escapamento de caminhões fica suspensa na atmosfera, diz a Cetesb (Arquivo/Agência Brasil)

Os fiscais têm à disposição duas formas para identificar se o veículo está emitindo fumaça fora das normas ambientais: o uso de aparelhos denominados opacímetros, que verificam as emissões que saem diretamente dos tubos de escapamento, ou a aplicação da escala de Ringelmann, uma cartela em que se faz a comparação visual da cor da fumaça com tons impressos, permitindo a constatação de irregularidade.

O valor da multa básica é de R$ 1.542. No caso de reincidência, o valor da multa dobra. No entanto, os motoristas autuados podem obter redução de 70% no valor da multa se levarem os veículos até uma oficina cadastrada pela Cetesb para uma regulagem no motor, que posteriormente tem de ser comprovada na agência ambiental paulista.

Segundo a Cetesb, a fuligem que sai do escapamento de caminhões, devido ao seu pequeno tamanho, fica suspensa na atmosfera e pode penetrar, pela respiração, no organismo, atingir os alvéolos pulmonares e ocasionar mal-estar, irritação dos olhos, da garganta e da pele, dor de cabeça, enjoo, bronquite, asma e até câncer de pulmão.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212