Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Putin ordena retirada das tropas russas do território sírio - Jornal Brasil em Folhas
Putin ordena retirada das tropas russas do território sírio


O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou hoje (14) ao Ministério da Defesa para iniciar amanhã (15) a retirada das forças russas da Síria. Segundo a Presidência russa, o chefe de Estado sírio, Bashar Al Assad, concordou com a decisão.

“A tarefa que tinha sido solicitada ao nosso Ministério da Defesa e às nossas Forças Armadas foi globalmente conseguida e assim ordenei ao ministério para iniciar a partir de aa manhã a retirada da maior parte dos nossos contingentes militares na República Árabe da Síria”, afirmou Putin, dirigindo-se ao ministro da Defesa russo, Serguei Choigu, ao fazer uma declaração transmitida pela televisão.

O Kremlin (sede da Presidência russa) informou que Putin e Assad, aliados de longa data, tinham concordado, durante uma conversa telefônica, com a retirada das forças russas do território sírio.

A intervenção das forças aéreas russas na Síria teve início em 30 de setembro de 2015 e foi feita a pedido de Bashar Al Assad no âmbito da luta contra o terrorismo no país.

Moscou vai, no entanto, manter uma presença aérea no território sírio para supervisionar a aplicação do cessar-fogo, que entrou formalmente em vigor no dia 26 de fevereiro, segundo a Presidência russa.

Os líderes registraram que as ações da força aérea russa permitiram alterar radicalmente a situação na luta contra o terrorismo, desorganizar as infraestruturas dos combatentes e infligir danos significativos sobre eles”, indicou o comunicado do Kremlin.

A oposição síria reagiu com cautela ao anúncio da retirada das forças aéreas russas da Síria. Um porta-voz da aliança opositora síria, que se encontra em Genebra (Suíça) para negociar com os enviados do governo de Damasco afirmou que a decisão é importante, mas defendeu que seria ainda mais importante se Vladimir Putin “decidisse apoiar o povo sírio e não um ditador”.

Uma nova ronda de negociações para pôr fim ao conflito na Síria começou hoje em Genebra sob a égide da ONU e vai terminar em 24 de março. Segundo o enviado especial das Nações Unidas para a Síria, Staffan de Mistura, a tônica dessas conversas será a formação de um novo governo, a redação de uma nova Constituição e a realização de eleições legislativas e presidenciais em um prazo de 18 meses.

Após o período de negociações de dez dias, que termina em 24 de março, haverá uma pausa de uma semana a dez dias, e as conversas serão retomadas em seguida.

O objetivo é alcançar um acordo de transição política, que a ONU considera ser a única forma de pôr fim a cinco anos de guerra na Síria, que fizeram mais de 270 mil mortos e obrigaram milhões de pessoas a abandonar as suas casas.

Uma roda anterior de negociações, realizada em fevereiro, também em Genebra, foi interrompida devido a uma intensificação dos ataques aéreos na Síria pela Rússia.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212