Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Prefeitura de SP investiga pintura irregular em fachada de convento - Jornal Brasil em Folhas
Prefeitura de SP investiga pintura irregular em fachada de convento


A prefeitura de São Paulo vai abrir investigação para descobrir o responsável pela pintura da fachada do Convento de São Francisco, no centro da capital paulista. O prédio, que é tombado pelo patrimônio histórico, foi coberto de tinta bege, inclusive, em cima das portas e esquadrias de madeira.
São Paulo - Pintura irregular da fachada do Convento de São Francisco. O prédio é tombado pelo Patrimônio Histórico

Pintura irregular da fachada do Convento de São Francisco. O prédio é tombado pelo Patrimônio Histórico - Rovena Rosa/Agência Brasil

Há suspeita de que o trabalho tenha sido feito por uma equipe da Prefeitura Regional da Sé para apagar pichações no local. Um vídeo de câmera de segurança mostra que os funcionários que fizeram o trabalho usavam uniforme da prefeitura. No entanto, esse tipo de ação dependeria de autorização do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat).

“Solicitei ao prefeito regional da Sé que iniciasse uma investigação. Estamos verificando o GPS dos carros que fazem a prestação desse serviço aqui para verificar se são mesmo funcionários da prefeitura e porque realizaram aquilo sem nenhuma ordem de serviço dada pela Prefeitura de São Paulo”, destacou hoje (26) o prefeito Bruno Covas, após anunciar uma parceria com o governo federal para construção de moradias populares.
Histórico

O convento original foi construído em 1647 pelos frades franciscanos que se instalaram na então vila de São Paulo de Piratininga. Em 1880, a edificação, que incluiu também uma igreja, foram fortemente atingidos por um incêndio e reformados em estilo barroco. À época, o espaço já era utilizado pela Academia de Ciências Sociais e Jurídicas, atual Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo.

Em 1933, o convento colonial foi demolido para a construção de um novo edifício em estilo neocolonial, em um projeto assinado pelo engenheiro e arquiteto Ricardo Severo.

O prédio foi tombado pelo Condephaat em 2002.

Edição: Lílian Beraldo

 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212