Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Dinamarca é país mais feliz do mundo; Brasil aparece em 17º - Jornal Brasil em Folhas
Dinamarca é país mais feliz do mundo; Brasil aparece em 17º


Dinamarca e Suécia são os países mais felizes do mundo, Síria e Burundi, os mais miseráveis, e Costa Rica lidera o ranking da felicidade entre os latino-americanos - aponta o Informe Mundial sobre a Felicidade, em sua edição 2016, divulgado nesta quarta-feira.

O objetivo do ranking é quantificar a felicidade, de modo que as sociedades possam ser mais saudáveis e eficientes. Esse estudo das Nações Unidas foi publicado pela primeira vez em 2012.

Assim como no ano passado, Islândia, Noruega, Finlândia, Canadá, Holanda, Nova Zelândia, Austrália e Suécia ocuparam os primeiros dez lugares.

No caso específico da América Latina, a liderança é da Costa Rica, em 14º, seguida de Brasil (17), México (21), Chile (24), Panamá (25), Argentina (26), Uruguai (29), Colômbia (31), Guatemala (39), Venezuela (44), El Salvador (46), Nicarágua (48), Equador (51), Bolívia (59), Peru (64), Paraguai (70), República Dominicana (89) e Honduras (104).

O Burundi apareceu em último, este ano, na 157ª posição. Entre os lanternas, estão Síria, Togo, Afeganistão e seis países da África Subsaariana: Benin, Ruanda, Guiné, Libéria, Tanzânia e Madagascar.

Na comparação dos dados de 2005 a 2015, o informe destaca que a Grécia, que sofreu enormemente com a recessão mundial e agora enfrenta uma grave crise migratória, registrou a maior queda em seu índice de felicidade.

Já os Estados Unidos avançaram duas posições e ocuparam o 13º lugar.

Alguns dos 20 países que mais caíram em seu índice de felicidade foram Egito, Irã, Jordânia, Iêmen e Arábia Saudita no Oriente Médio; Japão e Índia, na Ásia; e Chipre, Espanha, Itália e Grécia na Europa, todos fortemente atingidos pela crise econômica.

A Ucrânia, imersa na violência desde 2014, também registrou uma queda acentuada.

Em contrapartida, Islândia e Irlanda são os melhores exemplos: conseguem manter seu índice de felicidade intacto apesar da crise econômica, graças aos altos níveis de apoio social, considerou o estudo.

Os autores da pesquisa usaram seis fatores para explicar a variação de felicidade nesses países: PBI per capita, apoio social, expectativa de vida, liberdade social, generosidade e ausência de corrupção.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212