Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Temer: proposta de acordo de livre comércio com Chile é ambiciosa - Jornal Brasil em Folhas
Temer: proposta de acordo de livre comércio com Chile é ambiciosa


Após reunião, hoje (27), com o presidente do Chile, Sebastián Piñera, o presidente Michel Temer disse que os dois conversaram sobre a proposta de Piñera de firmar um acordo de livre comércio com o Brasil. Temer classificou o acordo de “ambicioso” e disse que a visita de Piñera resultou em avanços na vertente econômica.

“Acolhemos a proposta do presidente Piñera de negociar um novo e ambicioso acordo de livre comércio. Não se trata mais de eliminar barreiras tarifárias, já estamos em outro patamar. Agora, nosso objetivo é superar barreiras regulatórias às trocas entre o Brasil e o Chile”, afirmou Temer. Ele acrescentou que os dois conversaram também sobre uma integração maior entre o Mercosul e a Aliança do Pacífico e sobre a integração física na América do Sul.

Piñera disse que, desde a independência, o Chile tem uma relação privilegiada com o Brasil e que não há fronteiras físicas e comerciais entre os dois países. Ele destacou que, apesar de curta, a visita ao Brasil foi muito frutífera, com o início das negociações para firmar um acordo de livre comércio entre os dois países. “Algo que sempre desejamos e agora vamos transformar em realidade”, declarou Piñera.

O presidente chileno ressaltou o volume de investimentos chilenos no Brasil, que passa atualmente de US$ 30 bilhões, e reiterou os esforços para ampliar a parceria no combate a ataques cibernéticos e ao narcotráfico.

Venezuela e Coreias

A situação atual na Venezuela também foi tratada na reunião entre os presidentes do Brasil e do Chile. Temer disse que “o destino político do país” preocupa os dois países. “Nossa preocupação é com o povo venezuelano concordando, portanto, que não há alternativa para nossa região que não seja um regime declaradamente democrático”.

Na declaração à imprensa, Temer também mencionou o encontro “histórico” entre os presidentes das Coreias do Sul e do Norte. “Esperamos estar assistindo ao início de uma etapa que levará ao estabelecimento definitivo da paz na península coreana. Queremos ver aqueles povos unidos, e não separados”. O presidente brasileiro disse que espera que a união das Coreias repercuta como um exemplo a ser seguido em outras regiões do mundo.

Durante o discurso, Temer agradeceu a Piñera por ter escolhido o Brasil como um dos destinos de sua primeira viagem ao exterior no segundo mandato presidencial. Piñera foi reeleito e tomou posse em março. Antes de vir ao Brasil, ele visitou a Argentina.

Acordos

Durante a visita do presidente chileno ao Brasil, os dois países assinaram um acordo de contratação pública e um protocolo de investimentos em instituições financeiras entre a Brasil e Chile.

Os presidentes também trataram de projetos de infraestrutura e de cooperação nas áreas de defesa, ciência e tecnologia, cultura e assuntos antárticos, entre outros temas multilaterais e regionais. Logo após a declaração à imprensa, no Palácio do Planalto, Temer e Piñera participaram de um almoço no Itamaraty onde brindaram e reforçaram as declarações de parceria.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212