Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Cariocas lotam postos de saúde para tomar vacina contra a gripe - Jornal Brasil em Folhas
Cariocas lotam postos de saúde para tomar vacina contra a gripe


A procura por vacina contra a gripe levou um grande número de cariocas aos postos de saúde neste sábado (28). Muitos aproveitaram o dia sem trabalho para se vacinar e garantir proteção contra o vírus Influenza. Grande parte do público era de idosos, mas alguns pais também levaram crianças para serem imunizadas.

No posto Heitor Beltrão, na Tijuca, a fila se formou desde o início da manhã e se estendeu até a calçada. A Secretaria Municipal de Saúde informou que 137 postos abriram hoje, mas nem todos ofereceram a vacinação, por questões técnicas ou de segurança.

Apesar do grande número de pessoas, o tempo médio de espera por atendimento era de 30 minutos. Segundo a secretaria, 150 mil pessoas foram vacinada na primeira semana da campanha.

“A gente tem medo da gripe, principalmente nesta idade. Ela traz sempre consequências e sequelas e, às vezes, até o óbito. Temos de prevenir. Uma gripe pode virar pneumonia”, alertou o aposentado Abelardo Cid, de 91 anos, que estava acompanhado da esposa.

Pneumonia

Alguns pais lrevaram os filhos para se vacinar e aproveitaram para tentar se imunizar também. “Se eu puder tomar, também vou. Sou favorável à vacina. Nunca houve reação e nunca fiquei resfriado”, disse o advogado João Paulo de Abreu Peçanha, que vacinou o filho de 5 anos.

Iraniano naturalizado brasileiro, Said Ahmed também estava na fila. “Tomo a vacina todos os anos. As pessoas que têm medo de se vacinar estão erradas. Se não se vacinar, vai pagar muito caro, inclusive com a vida. Nesta idade, a pessoa fica gripada e depois pode pegar uma pneumonia”, acrescentou Said.

Campanha

A 20ª Campanha de Vacinação contra a Influenza, iniciada pelo Ministério da Saúde no dia 24, garante imunização contra os três subtipos mais frequentes do vírus: H1N1, H3N2 e Influenza B. O público-alvo é formado por gestantes, crianças com idades entre 6 meses e menores de 5 anos, pessoas com mais 60 anos, mulheres com até 45 dias após o parto, pacientes crônicos, além de profissionais de saúde e indígenas.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, neste ano, até o dia 9 de abril, foram notificados 123 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado, sendo quatro deles causados pelo vírus H1N1 e 11 provocados pelo vírus H3N2. No mesmo período foram notificados 13 óbitos por SRAG no estado, sendo 1 por H3N2.

A campanha seguirá em todo o país até 1º de junho. De acordo com o Ministério da Saúde, deverão receber a vacina 54,4 milhões de pessoas que integram os grupos prioritários. Para isso, foram adquiridas 60 milhões de doses, que serão entregues em etapas aos estados.

Edição: Armando de Araújo Cardoso

 

Últimas Notícias

Furto de combustível causou explosão que matou ao menos 66 pessoas
Sobe para 399 número de presos por ataques no Ceará
Migrantes desaparecidos em naufrágio no Mediterrâneo já são 114
Aniversário de São Paulo terá programação com diversidade de ritmos
Mais de 600 pessoas levavam gasolina na hora da explosão de oleoduto
Pré-carnaval movimenta foliões nas ruas do Rio
Brasil expressa condolências às famílias das vítimas no México
Marcha das Mulheres reúne milhares pelo mundo

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212