Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Justiça recebe ação contra ex-secretário de Rio Largo acusado de tentar vender bem público - Jornal Brasil em Folhas
Justiça recebe ação contra ex-secretário de Rio Largo acusado de tentar vender bem público


O juiz Alexandre Machado de Oliveira, da 2ª Vara de Rio Largo, recebeu a petição inicial da ação de improbidade movida contra o ex-secretário de obras do município, Marivaldo Fragoso da Silva, e o comerciante Luiz Francelino da Silva, acusados de tentar vender bem público. Os réus serão citados e terão 15 dias para apresentar defesa.

De acordo com o Ministério Público de Alagoas (MP/AL), o Governo Federal disponibilizou recursos para diversos municípios atingidos por enchentes, no ano de 2010. Uma das cidades beneficiadas foi Rio Largo, que com o dinheiro realizou a compra de postes para a instalação de caixas d’água. Os postes, já com os respectivos suportes, custaram na época em torno de R$ 14 mil cada.

Ainda segundo o MP/AL, Marivaldo Fragoso, no final de seu exercício no cargo, tentou obter vantagens financeiras com a venda dos postes, em conluio com o comerciante Luiz Francelino da Silva. O ex-secretário teria ordenado a retirada de um poste, mas, ao saber que o órgão ministerial e a polícia investigavam o fato, acabou abandonando-o, deixando-o “a céu aberto, se deteriorando”.

O MP/AL ingressou na Justiça com ação civil contra os réus por improbidade administrativa. Em defesa prévia, os acusados afirmaram não haver elementos suficientes que caracterizam a improbidade.

O juiz da 2ª Vara de Rio Largo decidiu pelo recebimento da petição inicial contra os réus. Segundo o magistrado, o recebimento representa apenas o reconhecimento da necessidade da continuação da produção probatória. “Poder-se-á, inclusive, lançar luzes sobre os fatos e possíveis justificativas para determinados procedimentos adotados pelos acusados, tudo em profundidade e sob o crivo do contraditório”. A decisão foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico desta quarta-feira (2).

Matéria referente ao processo nº 0800565-48.2017.8.02.0051

 

Últimas Notícias

Furto de combustível causou explosão que matou ao menos 66 pessoas
Sobe para 399 número de presos por ataques no Ceará
Migrantes desaparecidos em naufrágio no Mediterrâneo já são 114
Aniversário de São Paulo terá programação com diversidade de ritmos
Mais de 600 pessoas levavam gasolina na hora da explosão de oleoduto
Pré-carnaval movimenta foliões nas ruas do Rio
Brasil expressa condolências às famílias das vítimas no México
Marcha das Mulheres reúne milhares pelo mundo

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212