Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Sema apreende 203 Kg de pescado irregular - Jornal Brasil em Folhas
Sema apreende 203 Kg de pescado irregular


Equipes de Fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) fizeram duas apreensões de pescado irregular e redes de pesca na região de Barão de Melgaço (120 km de Cuiabá).

A primeira apreensão foi feita na madrugada de quarta-feira (25), em patrulhamento terrestre, onde foram capturados 73,86 kg de peixes das espécies: Cachara, Pintado, Pacu e Barbado. O pescado foi doado para a Associação Beneficente Voz da Verdade, localizada no bairro CPA II, na Capital.

Já a segunda captura foi feita na madrugada de quinta-feira (26) e foi encontrado um total de aproximadamente 130 kg de pescado de espécies nobres como, Pacu, Cachara e Pintado. E também foi encontrado redes de pesca no local. Os peixes serão doados para a Instituição Seara Espírita de Luz, no bairro Boa Esperança, em Cuiabá.

O coordenador de Fiscalização de Fauna da Sema, Júlio Reiners, informa que a irregularidade aconteceu pela pesca predatória com rede, pela falta de medida dos peixes permitida por lei. “Estamos em período da lufada, momento em que os peixes sobem o rio, e por isso estão mais vulneráveis para captura”, explica.

As duas apreensões totalizam aproximadamente 203,86 kg de peixe (total). Os infratores não foram encontrados no local.

Lufada

A lufada é um fenômeno que acontece quando os peixes formam cardumes e começam a retornar para subir os leitos dos rios. Os que não conseguem, servem de alimento farto para aves e jacarés. Os que conseguem sair, estão gordos do vasto banquete que tiveram nos campos inundados durante a estação das águas.

Regras da pesca

Embora esteja fora do período de defeso da piracema estadual, os pescadores profissionais e amadores precisam seguir algumas regras determinadas pela Lei Estadual nº 9.096/2009. Ela estabelece a proibição para uso de apetrechos de pesca como: tarrafa, rede, espinhel, cercado, covo, pari, fisga, gancho, garateia pelo processo de lambada, substâncias explosivas ou tóxicas, equipamento sonoro, elétrico ou luminoso.

As medidas mínimas dos peixes constam na carteira de pesca do Estado e algumas delas são: piraputanga (30 cm), curimbatá e piavuçu (38 cm), pacu (45 cm), barbado (60 cm), cachara (80 cm), pintado (85 cm) e jaú (95 cm).

Denúncias

O cidadão pode denunciar a pesca predatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838/ou via WhatsApp no (65) 99281-4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212