Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Sema apreende 203 Kg de pescado irregular - Jornal Brasil em Folhas
Sema apreende 203 Kg de pescado irregular


Equipes de Fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) fizeram duas apreensões de pescado irregular e redes de pesca na região de Barão de Melgaço (120 km de Cuiabá).

A primeira apreensão foi feita na madrugada de quarta-feira (25), em patrulhamento terrestre, onde foram capturados 73,86 kg de peixes das espécies: Cachara, Pintado, Pacu e Barbado. O pescado foi doado para a Associação Beneficente Voz da Verdade, localizada no bairro CPA II, na Capital.

Já a segunda captura foi feita na madrugada de quinta-feira (26) e foi encontrado um total de aproximadamente 130 kg de pescado de espécies nobres como, Pacu, Cachara e Pintado. E também foi encontrado redes de pesca no local. Os peixes serão doados para a Instituição Seara Espírita de Luz, no bairro Boa Esperança, em Cuiabá.

O coordenador de Fiscalização de Fauna da Sema, Júlio Reiners, informa que a irregularidade aconteceu pela pesca predatória com rede, pela falta de medida dos peixes permitida por lei. “Estamos em período da lufada, momento em que os peixes sobem o rio, e por isso estão mais vulneráveis para captura”, explica.

As duas apreensões totalizam aproximadamente 203,86 kg de peixe (total). Os infratores não foram encontrados no local.

Lufada

A lufada é um fenômeno que acontece quando os peixes formam cardumes e começam a retornar para subir os leitos dos rios. Os que não conseguem, servem de alimento farto para aves e jacarés. Os que conseguem sair, estão gordos do vasto banquete que tiveram nos campos inundados durante a estação das águas.

Regras da pesca

Embora esteja fora do período de defeso da piracema estadual, os pescadores profissionais e amadores precisam seguir algumas regras determinadas pela Lei Estadual nº 9.096/2009. Ela estabelece a proibição para uso de apetrechos de pesca como: tarrafa, rede, espinhel, cercado, covo, pari, fisga, gancho, garateia pelo processo de lambada, substâncias explosivas ou tóxicas, equipamento sonoro, elétrico ou luminoso.

As medidas mínimas dos peixes constam na carteira de pesca do Estado e algumas delas são: piraputanga (30 cm), curimbatá e piavuçu (38 cm), pacu (45 cm), barbado (60 cm), cachara (80 cm), pintado (85 cm) e jaú (95 cm).

Denúncias

O cidadão pode denunciar a pesca predatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838/ou via WhatsApp no (65) 99281-4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

 

Últimas Notícias

John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018
Ex-comandante da Marinha é indicado para o conselho da Petrobras
Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212