Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Ibovespa se recupera de dia perdido com Meirelles e decisão do Fomc; dólar cai - Jornal Brasil em Folhas
Ibovespa se recupera de dia perdido com Meirelles e decisão do Fomc; dólar cai


SÃO PAULO - O Ibovespa fecha em alta nesta quarta-feira (16). O dia que começou negativo por conta da possível nomeação de Lula a um ministério, depois subiu sem novidades no campo político, caiu de novo com a confirmação do ex-presidente como ministro-chefe da Casa Civil e, por fim, firmou alta com a possibilidade de Henrique Meirelles assumir o Banco Central e também com a decisão do Fomc (Federal Open Market Committee) manter os juros inalterados. A auoridade monetária ainda ajudou ainda mais o mercado ao sinalizar 2 aumentos de taxa em 2016, contra quatro projetados em dezembro do ano passado.

O benchmark da bolsa brasileira teve alta de 1,34%, a 47.763 pontos. O volume financeiro negociado na Bovespa foi de R$ 7,878 bilhões. Já o dólar comercial fechou em queda de 0,64% a R$ 3,7367 na compra e a R$ 3,7391 na venda, enquanto o dólar futuro para abril registrou queda de 0,82% a R$ 3,757. No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2017 caía 13 pontos-base a 13,75%, ao passo que o DI para janeiro de 2021 virou de uma alta de aproximadamente 30 pontos-base para uma queda de 12 pontos-base a 14,56%, invertendo toda a aposta que tinha sido feita no começo do dia com a notícia da possível queda de Tombini.

FOMC O Federal Open Market Committee divulgou a sua decisão de manter os juros na banda entre 0,25% e 0,5%. Quando subiu as taxas, em dezembro, a expectativa do Fed era de quatro altas em 2016, mas com o comunicado de hoje isso mudou e agora são esperadas apenas duas elevações para este ano.

A autoridade também reduziu sua expectativa de crescimento econômico e inflação. Além dos dois aumentos das taxas este ano, o Fomc (Federal Open Market Committee) também projeta apenas duas altas para 2017.

A meta para a taxa de juros atual é de 0,25% a 0,5%, sendo que em dezembro as autoridades do Fed esperavam que os juros chegassem a 1,4% no final do ano. Com as novas projeções, o Fomc vê agora uma taxa de apenas 0,9% e 1,9% até ao final de 2017.

Apesar de manter os juros, o Fed indicou que o crescimento econômico moderado nos Estados Unidos e fortes ganhos no emprego permitirão que o banco central norte-americano volte a apertar a política monetária neste ano. No entanto, o Fed destacou que os EUA continuam enfrentando riscos provenientes da economia global incerta.

O economista da Rio Bravo Investimentos, Evandro Buccini, considerava bastante improvável um cenário de alta de juros. O mercado vai se preocupar muito mais com o discurso do que com o ato, uma vez que será uma reunião com projeções e coletiva de imprensa. Neste caso, acredito que eles vão indicar que vão subir juros ao longo do ano porque o petróleo deu uma recuperada e a inflação surpreendeu para cima, explica.

Meirelles na Fazenda Apesar da expectativa ser de que este seria o cenário para o dia de hoje, um novo rumor levou o mercado para o rumo oposto. Segundo alguns veículos de imprensa, Lula já teria convidado Henrique Meirelles para reassumir o Banco Central. Lembrando que mais cedo, o Valor afirmou que o atual presidente da autoridade monetária, Alexandre Tombini, já havia dito que sairia do BC caso o petista assumisse algum ministério.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212