Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Fórum propõe projeto integralizador a ser executado pela Unemat, IFMT e UFMT - Jornal Brasil em Folhas
Fórum propõe projeto integralizador a ser executado pela Unemat, IFMT e UFMT


Cerca de 50 professores e técnicos da Unemat, IFMT e UFMT elaboraram um projeto para ser executado entre as três instituições ainda em 2018.

O 3º Encontro do Fórum Permanente das Instituições Públicas de Ensino Superior de Mato Grosso (Ipes) encerrou as atividades na tarde desta quinta-feira (26). Ao final do evento foi aprovada a Carta Aberta do 3º Fórum Permanente, na qual os reitores fazem um alerta à sociedade e aos futuros dirigentes do estado e reivindicam apoio nas ações integradas das Ipes. A carta também consolida o acordo comum proposto pelos grupos de trabalho (GTs) de Ensino, Pesquisa, Extensão e Relações Institucionais e Internacionais.

Cerca de 50 professores e técnicos da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) e da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) elaboraram um projeto para ser executado entre as três instituições ainda em 2018.

O GT de Pesquisa, liderado pelo pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da Unemat, professor Rodrigo Zanin, trouxe como meta prioritária o desenvolvimento de uma plataforma para integrar as informações de grupos e projetos de pesquisa, a criação de uma política conjunta de divulgação científica e a qualificação de servidores com a ampliação de propostas de Pós-graduação em rede.

De acordo com o GT, o cumprimento da meta permitirá o diagnóstico da pesquisa no Estado, por meio de um banco de expertises que contribuirá com soluções científicas em âmbito estadual, a melhoria no fomento e da visibilidade das ações das Instituições de Ensino Superior (IES) e a otimização da captação de recursos para qualificação da comunidade acadêmica.

O GT de Ensino, preocupado com o número de estudantes desligados muito próximo da conclusão do curso e com a necessidade da flexibilidade curricular dentro das IES, propôs a criação do Programa de Mobilidade Acadêmica das Instituições Públicas de Ensino Superior (Mobipes-MT). Apresentado pela pró-reitora de Ensino de Graduação da Unemat e líder do GT, professora Vera Maquêa, o Mobipes facilitaria a flexibilidade institucional, a convergência de solidariedade entre as IES e o atendimento às demandas de responsabilidade social a partir da observação das normatizações acadêmicas, de edital unificado, articulação dos cursos e da disponibilidade de um portal das Ipes.

Em prol da redução da desigualdade social, valorização humana e diminuição da violência, o GT de Extensão, liderado pelo pró-reitor de Extensão do IFMT, professor Marcus Taques, implicou o desenvolvimento de ações de extensão nas unidades socioeducativas de Mato Grosso.

A criação e implantação do Programa Mato Grosso Fala Idiomas foi sugerido pelo GT de Relações Institucionais e Internacionais. O grupo acredita que toda ação no sentido de internacionalização perpasse por servidores e alunos falando outros idiomas. A líder do GT e assessora de Relações Externas e Internacionais da Unemat, professora Áurea Ignácio, explicou que o programa será implantado com curso de português para estrangeiros e cursos de outras línguas para brasileiros, proposta que fortalecerá a política de línguas nas Ipes e permitirá que seus servidores e estudantes estejam mais preparados para a internacionalização, além da difusão da língua e da cultura brasileira.

A quarta edição do Fórum será promovida pela Unemat, em 2019, a princípio no município de Cuiabá. A IES sediará pela segunda vez o Fórum, que também deve contar com a presença da nova Instituição Pública de Ensino Superior de Mato Grosso, a Universidade Federal de Rondonópolis (UFR). A Unemat é uma das fundadoras do Fórum, proposto pela reitora Ana Di Renzo no ano de 2015.

Carta Aberta do 3º Fórum Permanente - Em trechos da Carta se lê:

“Neste que é um ano eleitoral, o Fórum tem o dever perante a sociedade mato-grossense de alertar os futuros governantes e parlamentares do estado e do país, que a redução do orçamento compromete a produção do conhecimento acadêmico e a educação pública em Mato Grosso”.

“É crucial que novos governantes e parlamentares se comprometam com a educação pública superior que tanto tem contribuído com o desenvolvimento social e econômico deste estado”, cita a Carta Aberta.



 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212