Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Bombeiros retiram primeiro corpo de escombros de prédio em SP - Jornal Brasil em Folhas
Bombeiros retiram primeiro corpo de escombros de prédio em SP


O Corpo de Bombeiros retirou no início da tarde de hoje (4) o corpo de uma das vítimas do desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida, na última terça-feira (1º), na capital paulista. O corpo foi encontrado no local identificado como quadrante 1, o mesmo onde o morador conhecido como Ricardo Pinheiro caiu no momento em que era resgatado. Pelo Twitter, a corporação informou que a vítima foi levada ao Instituto de Criminalística, sendo um homem com diversas tatuagens no corpo e encontrado com o cinto de segurança utilizado durante a tentativa de salvamento.

“Ontem os cães detectaram a provável presença de uma vítima. A equipe dos bombeiros retiraram grande quantidade de entulho e hoje, depois de 22 horas de buscas, o corpo foi localizado. Foi retirado, periciado, com muitas tatuagens, foi encontrado o cinto que foi utilizado na tentativa de salvamento em cima da edificação e também parte do para-raio, levando a crer que poderia ser o Ricardo”, disse o capitão dos bombeiros, Marcos Palumbo.

Desde a manhã de hoje, os bombeiros aumentaram para seis o número de vítimas do desmoronamento. Oficialmente, os filhos de um casal que morava no prédio apresentaram queixa do desaparecimento dos pais. Segundo Palumbo, apesar do tempo transcorrido do desmoronamento, há chances de vítimas com vida serem encontradas.

“Vejo que há possibilidade de que tenham sobreviventes pelo fato de que algumas células de sobrevivência já terem sido encontradas hoje, porém sem vítimas. E nós estamos falando das partes mais altas da edificação. A partir do momento em que cheguemos no ponto das lages próximas do térreo ou do subsolo, por que não? Esses locais podem ter acomodado alguma pessoa que tenha ali sobrevivido ao colapso e também ao incêndio”, disse.

Edição: Amanda Cieglinski

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212