Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Evo Morales usa redes sociais para criticar OEA - Jornal Brasil em Folhas
Evo Morales usa redes sociais para criticar OEA


O presidente da Bolívia, Evo Morales, utilizou as redes sociais para criticar a Organização dos Estados Americanos (OEA) e o atual secretário-geral entidade, o uruguaio Luis Almagro. Na sua conta no Twitter, Morales disse que a OEA e Almagro atuam contra os processos de paz, integração e unidade da região e em favor daqueles que rejeitam a autonomia e a soberania de nações latino-americanas.

Denunciamos Almagro e OEA que converteram a organização multilateral, que era destinada a promover a paz, a democracia e instrumento de integração, como algo para facilitar o intervencionismo e golpe yankee contra países soberanos e anti-imperialistas, disse o boliviano nas redes sociais.

A OEA foi fundada em 1948, com a assinatura, em Bogotá, Colômbia. A Organização foi criada com o objetivo de manter a paz e justiça, promover solidariedade, intensificar a colaboração entre os Estados-membros e defender a soberania, a integridade territorial e a independência.

Com 35 integrantes (países) das Américas, a OEA constitui um dos principais fóruns políticos, jurídicos e sociais do hemisfério. Com o estatuto de observadores independentes, 69 países também fazem parte da entidade, assim como a União Europeia.

Internamente, a OEA vive um momento de divisões intensas. O grupo liderado pela Bolívia e Venezuela está de um lado, enquanto Brasil, Argentina e Uruguai ocupam posição oposta. As divergências são geradas por questões ideológicas e políticas.

*Com informações da ABI, Agência Boliviana de Informações (agência pública de notícias)

Edição: Maria Claudia

 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212