Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Hospital Metropolitano reúne Samu e UPA para tratar da padronização do atendimento - Jornal Brasil em Folhas
Hospital Metropolitano reúne Samu e UPA para tratar da padronização do atendimento


Hospital Metropolitano reúne Samu e UPA para tratar da padronização do atendimentoA Secretaria de Estado da Saúde (SES) e o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires realizaram, nesta quinta-feira (3) à tarde, uma reunião com diretores e médicos das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e das Centrais de Regulação do Samu de todo estado. O objetivo foi tratar da padronização do atendimento nas áreas de cardiologia e neurologia. O mesmo tema será tratado também nesta sexta-feira (4) à tarde, com os hospitais do estado.

“O Metropolitano é um hospital porta fechada. Isso quer dizer que só atenderá os casos encaminhados pelo Samu, UPA e hospitais, que se encaixarem nos protocolos de dor torácica e AVC”, explicou a coordenadora do Núcleo de Urgência da SES, Débora Gomes.

A diretora do hospital, Roberta Abath, esclareceu que a Saúde está dialogando continuamente com os gestores municipais, explicando os fluxos de regulação do Metropolitano. Na última semana, foi realizada uma reunião com secretários de Saúde. “O intuito é que a rede seja qualificada como um todo. Esse é um momento de implantação de serviços e diálogo com as frentes de urgência e emergência do SUS, para que entendam como é o fluxo no hospital”, explicou.

O cardiologista e coordenador da unidade coronariana do Hospital Metropolitano, Gustavo Rique, explicou aos profissionais que, dentro da cardiologia, o perfil de atendimento será infarto, arritmia cardíaca, problemas nas válvulas do coração, cardiopatias congênitas e, entre os principais procedimentos, estão cirurgia cardíaca, implante de Stent coronariano e cateterismo.

“O Metropolitano vai mudar a história das doenças cardiovasculares da Paraíba, diminuindo a mortalidade e morbidade, proporcionando maior qualidade de vida aos pacientes que passarão a ter uma vida normal e ativa, o que evitará a aposentadoria precoce”, disse o médico.

Já o neurologista e coordenador da Neurologia do Metropolitano, Paulo Lucena, explicou que não havia uma ficha padrão do paciente de neurologia e agora terá constando todas as metropolitano reune Upa e Samu para padronizar atendimento. Hospital Metropolitano reúne Samu e UPA para tratar da padronização do atendimento informações que definirão que o atendimento será no Metropolitano ou não. “Como é um hospital novo, com muitos serviços novos, temos que traçar o perfil do paciente; os métodos para tratamentos e diagnósticos. Isso vai agilizar diagnósticos, tratamentos e economizar recursos”, observou.

A diretora geral da UPA de Cajazeiras, Carla Nogueira, ficou satisfeita com o que ouviu e saiu da reunião com a certeza de que, trabalhando juntos, o resultado será um sucesso. “Seguindo o protocolo, no tempo hábil, o paciente conseguirá uma resposta mais rápida ao tratamento com menor número de sequelas”, disse.

Participaram da reunião as UPAs de João Pessoa; Bayeux; Santa Rita; Campina Grande; Guarabira; Monteiro; Patos; Piancó; Princesa Isabel; Pombal; Sousa; Cajazeiras e os Complexos Reguladores dos Samus de João Pessoa; Campina Grande; Monteiro; Patos; Piancó; Sousa e Cajazeiras.

 

Últimas Notícias

Furto de combustível causou explosão que matou ao menos 66 pessoas
Sobe para 399 número de presos por ataques no Ceará
Migrantes desaparecidos em naufrágio no Mediterrâneo já são 114
Aniversário de São Paulo terá programação com diversidade de ritmos
Mais de 600 pessoas levavam gasolina na hora da explosão de oleoduto
Pré-carnaval movimenta foliões nas ruas do Rio
Brasil expressa condolências às famílias das vítimas no México
Marcha das Mulheres reúne milhares pelo mundo

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212